De origem australiana, Julian Assange, fundador do WikiLeaks, criticou novamente o presidente dos EUA, em uma participação no evento feito pelo Equador paralelo à Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York.



[caption id="attachment_23" align="alignnone" width="457"] EP[/caption]

Assange, que tinha sido um dos assuntos mais popular no twitter quando recebeu asilo político na embaixada do Equador voltou a aparecer nos holofotes afirmando que o líder americano diz ser um apoiador da liberdade de expressão no Oriente Médio e ao mesmo tempo persegue o  WikiLeaks que vazaram documentos altamente sigilosos.

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: