O Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo anunciou hoje (18) que a venda de ingressos para a Copa das Confederações, que ocorre no próximo ano, começa no dia 3 de dezembro. Está marcada para 8 de novembro a confirmação das cidades que receberão os jogos da competição.

A diretoria do COL se reuniu com o representante da Fifa, Walter de Gregório, e com o ministro do Esporte, Aldo Rebelo. O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, não participou da reunião porque está internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, com infecção nos rins. Segundo Gregório, Valcke passa bem e brincou que a internação faz parte das inspeções que faz no Brasil, para verificar as condições da rede de saúde.

O sorteio dos grupos da Copa das Confederações está marcado para o dia 1º de dezembro, no Anhembi, em São Paulo, com a participação de todas as seleções classificadas para o torneio, com exceção da representante do continente africano, que define o país participante apenas no início do ano que vem.

Sobre as vistorias para a Copa das Confederações, Gregório afirmou que "tudo está caminhando bem". Seis cidades foram pré-selecionadas para receber jogos do evento, mas ainda não foi definido se Brasília, Belo Horizonte, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Salvador vão, de fato, sediar a Copa das Confederações.

De acordo com o ministro Aldo Rebelo, a média do andamento das obras aponta para que sejam utilizadas as seis arenas. "Hoje não temos nenhum estádio pronto, mas, pelo que temos acompanhado, a nossa previsão é que tenhamos esses seis prontos a tempo dos jogos preparatórios para a Copa das Confederações".

O presidente do COL, José Maria Marin, lembrou que faltam 240 dias para o início da competição e que o cronograma passou do planejamento para a execução dos detalhes relacionados à segurança, ao transporte e aos profissionais envolvidos. "Podemos dizer que, para nós, a Copa das Confederações começa amanhã. Os cronogramas estão bem detalhados, receberemos as arenas a tempo de testar para o evento".

O jogador Bebeto, que é membro do conselho de administração do COL e já venceu uma Copa das Confederações com a seleção brasileira, lembrou que a competição de 2013 é importante como preparação a Copa do Mundo. Ele afirmou que não tinha ideia do trabalho envolvido na preparação desses eventos, "mas ganhar a Copa do Mundo dá muito trabalho também".

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: