Há muito tempo o presídio de Formosa é alvo de críticas, construído no centro da cidade, em caso de uma rebelião ou fuga a população pode ser rendida e ficar ao poder dos detentos, além de muitas vezes estarem superlotados e sem infraestrutura.

Em reposta a isso, o Governador do Estado de Goiás, Marconi Perillo juntamente com o Tesouro Estadual, União e Departamento Penitenciário Nacional por meio da Secretaria da Segurança Pública e Justiça construirá quatro novos presídios no Estado.

Licitados em agosto, cada unidade terá capacidade para 300 vagas, totalizando 1,2 mil.

Os presídios serão construídos em Águas Lindas, Formosa e Novo Gama, e cujos com canteiros de obras estão em desenvolvimento, e em Anápolis. As obras são executadas por meio da Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop).

As novas vagas representam quase 20% do número de vagas já aberto em toda a história do sistema prisional goiano. O orçamento previsto para os quatro presídios é de R$ 46,8 milhões.

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: