FOTO: Pref de Formosa
Por Aldimar Nunes
A última campanha foi alvo de várias promessas em relação a realização de um concurso público, já que o município possui uma altíssima falta de servidores admitidos por concurso público, não sendo visto a realização de concurso há bastante tempo.

A realidade – podemos dizer caótica – revela que além de poupar recursos – ou não, já que muitos comissionados têm remuneração alta – dificulta o acesso da população aos cargos públicos. Há muito tempo os políticos do município compensam aliados políticos após as eleições com uma enxurrada de novas contratações, para infelicidade do lado perdedor já que perdem os cargos e regalias.

Os prefeitos utilizam de uma exceção na Constituição Federal que permite contratos temporários dando um suposto amparo legal a esse trem da alegria. É através da temporalidade constitucional de 2 anos, prorrogada por igual período, curiosamente os funcionários ficam até o final do mandato.

Teoricamente essas contratações são realizadas de acordo com a necessidade temporária de excepcional interesse público, decorrente da “manutenção das ações e programas de saúde, assistência social, limpeza e conservação urbana e demais serviços administrativos”.


Engana-se você que pensa que o Marconi Perillo não faz uso dos contratos temporários, o apoiador do atual prefeito, é o líder do ranking em número de contratados sem concurso no Brasil inteiro.

O que a população diz
O Entorno Urgente (o único site totalmente imparcial do município) fez uma extensa pesquisa em 3 bairros da cidade, foram entrevistadas 38 pessoas.

78% das pessoas acreditam que para ser contratado pela Prefeitura Municipal de Formosa só depende das influências políticas.
40% das pessoas trabalharam ou conhecem pessoas que foram contratados pelo atual prefeito, dentre esse grupo 69% admitiram ter sido contratado pela influência política.
60% acreditam que caso seja realizado um concurso público as vagas não serão totais, e continuará existindo muitos contratos temporários.

Nota do Editor: A prefeitura mesmo criando estágios para os mais variados cargos para a suprir funcionários e deixar o serviço público mais próximo da população, falhou. O Prefeito que iria revolucionar o atual sistema de contratação, suspendendo os contratos e criando um concurso emergencial não cumpriu a promessa. O atual governo quando são perguntados pelo concurso desconversa e não aponta uma data.

A cidade possui verdadeiros artistas, estudantes, pesquisadores que buscam a função pública mas são barrados por laços políticos. Não é só o prefeito que perde a oportunidade de tentar fazer um serviço eficiente e de baixo custo, mas a população também que perde a chance de ter a dignidade da pessoa humana (princípio fundamental da constituição) reconhecido, já que muitas vezes são atendidos por funcionários mal preparados.

Escolha qual rede social e comente:

6 comments:

  1. Parabéns pela reportagem. Essa Prefeiturinha tá uma vergonha no que se trata respeito ao funcionário público e à população. Quanto menos pessoas CONCURSADAS pior é o sistema porque fica um monte de puxador de saco que fica puxando saco e esquece de trabalhar pra ficar no emprego. Pura realidade. Engana-se quem acha que os contratados, por não serem efetivos, trabalham mais. Pelo contrário, ficam puxando mais o saco porque dependem disso pra ficar lá. E o atual prefeito loguinho percebeu e manteve o povo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí... Um governo para família (dele e dos serviçais). É um nepotismo escancarado e criminoso! Em cargos comissionados, só a vice-prefeita patrocina dois sobrinhos (ROGERIO DE PAULA MARTINS SILVA e RODRIGO DE PAULA MARTINS SILVA). O prefeito então nem se fala... São 8(REGINA OLIVEIRA BARRETO, ADRIANA BARRETO FALEIRO VASCONCELOS PESSOA, MARIA BERNADETE ARAUJO BARRETO, LUANA BARRETO DOS SANTOS, ANTONIO BARRETO NETO, TATIANA SANTANA BARRETO, RENATO ARAUJO BARRETO e RODRIGO FERREIRA BARRETO). E por aí vão: Correa, Araújo... Dá-lhe crias!!! Parece preá!

      Excluir
    2. O link para ver tudo isso aí: http://189.75.118.162:8181/servicosonline/portaldatransparencia.html#

      Excluir
  2. Não é novidade em Formosa, sempre foi assim

    ResponderExcluir
  3. o atual prefeito esta acabando os a vontade de trabalhar dos servidores publicos municipais ja nao bastasse reduzir o salario defasado a muitos e longos anos ele foi em uma radio em for mosa falar tolices contra os funcionarios publicos municipais querendo assim jogar a comunidade contra os funcionarios e aliviar a barra dele que nao anda boa fez uma ma administraçao em taguatinga-df o que nao esta sendo diferente em formosa-go

    ResponderExcluir
  4. Essa prática é antiga, mas precisa ser modificada! A matéria é importante, pelo alerta que faz, mas cabe à população exigir concurso público em Formosa!

    ResponderExcluir