Fotos: Vanessa Martins
Hoje foi mais um longo dia para os servidores municipais. A administração representada pelo Secretário “Eduardinho” deu mal exemplo e incentivou a quebradeira. 

Participaram da manifestação mais de oitocentas pessoas e mais de 20 sindicatos (incluindo a CUT) manifestaram apoio.

Hoje quando o presidente do Sinprefor e equipe foram nas garagens da Prefeitura mobilizar servidores foram surpreendidos. Segundo o Presidente do sindicato municipal, Eduardinho cerrou o cadeado que dá acesso à garagem e começou a discutir, a discussão teve ápice quando o comissionado empurrou o presidente do sindicato, Alex.


O sindicato também revelou que o secretário de transporte e limpeza fechou o portão e proferiu palavras como “preguiçoso” e “molho de piranha” aos presentes.

O Entorno foi informado que o secretário da gestão Itamar Barreto, abriu um boletim de ocorrência em desfavor do sindicalista Alex. O sindicalista, no entanto fará um corpo de delito e juntamente com as testemunhas abrirá um TCO e estudará a entrada de processo judicial contra o secretário. Alex já sabia que o secretário iria abrir o Boletim primeiro, mas revelou que possui testemunhas.

Os sindicalistas também foram alvo de críticas proferidas por uma rádio local, segundo eles o radialista estava tentando denegrir a imagem do sindicato. Em gravação divulgada no movimento, um radialista afirmou que a paralisação promovia a quebradeira.

O Sinprefor contestou a afirmação e revelou que em nenhum momento houve quebradeira ou briga, o que houve foi uma agressão com o Presidente da Sinprefor.

Em nenhum momento o sindicato através de sua diretoria obteve direito de resposta na rádio que repudiou o movimento.

Os presentes gritaram e repudiaram quando o áudio da rádio foi divulgado com o radialista argumentando que o sindicato era “queria ser aparecer” e não tinha moralidade nenhuma para organizar a paralisação.

Na assembleia foi discutido o levantamento do montante pago às rádios da cidade

O vereador Jurandir ressaltou o crescimento do movimento, já o vereador Sd Caetano revelou que a paralisação é democrática, legítima e constitucional.


Quando os manifestantes começaram a organizar em frente o Hotel Serrador, a população local apoiou o movimento com buzinas, faixas e gestos. Vale ressaltar que em cada 10 carros sete manifestaram apoio.

Quando a passeata passou pelo centro o apoio foi instantâneo, empresários e funcionários das lojas manifestaram amplo apoio à classe. Foi relembrado que quando o Prefeito diminui o poder de compra do servidor, as lojas sentem o movimento diminuir.

Passando pela Praça da Feira (Centro Ibrahim Jorge) ficou claro que o movimento conquista cada vez mais adeptos e os servidores municipais receberam muitos aplausos.

A TV Anhanguera esteve presente e filmou a manifestação.

O sindicato revelou que há uma dificuldade na transmissão de informações nas rádios da cidade, e que há casos que o servidor trabalha 25 anos e não recebe dois salários mínimos.

Em nota a Prefeitura de Formosa não manifestou as ações do secretário de transporte e limpeza e não ficou claro se está disposta a negociar com o sindicato. O Prefeito não estava na cidade no momento da manifestação.
 (Fotos: Vanessa Martins)

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: