Os ônibus novinhos, com ar condicionado, cinto de segurança e adaptação para necessidades especiais estão parados. Todos são parte de uma compra feita com recursos do FNDE, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação.

Os veículos poderiam estar circulando desde o começo de 2013 já que o dinheiro para a compra dos 52 ônibus foi liberado e está disponível em um a conta da Secretaria Estadual de Educação desde o dia 28 de dezembro de 2012.

Foram feitos três repasses que somam R$ 10 milhões. “Vamos instalar um procedimento administrativo, vamos oficiar a Secretaria Estadual de Educação indagando a razão pela qual esses ônibus ainda não foram colocados para funcionar”, explica Mariane Mello Guimarães - procuradora da República.

Segundo a Secretaria de Educação de Goiás, o contrato com as revendedoras dos ônibus até hoje não foi assinado. Enquanto os veículos novos estão parados, existem sucatas transportando estudantes. Em Montividiu do Norte, a 450 quilômetros de Goiânia, mais de cem alunos correm perigo diariamente.

“Uma menina daqui mesmo já machucou aqui nesses ônibus porque o motorista foi dar uma freada, ela foi segurar no banco e o banco escorregou, ela caiu e machucou a mão”, conta Jaqueline Alves, estudante.

O Ministério da Educação informou que, de todos os estados que receberam o dinheiro para compra de ônibus escolares, apenas Goiás e Pernambuco não concluíram o processo.

Fonte: Bom Dia Brasil

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: