Recentemente alguns órgãos da Prefeitura de Formosa receberam o corte de energia elétrica por falta de pagamento de R$ 40 milhões de reais. A dívida foi acumulada junto às gestões passadas. A Prefeitura de Formosa em julho de 2013 acumulava R$ 54.469.084,07 de dívidas herdadas das gestões anteriores, o que impediu a realização do PMAT promoveria um novo cadastro imobiliário, georreferenciamento, regulação fundiária, compra de computadores e veículos, entre outros. Em 70 cidades que aderiram ao PMAT foi constatado que triplicaram as receitas.

Em dezembro de 2013, o prefeito Itamar Barreto concedeu uma entrevista revelando que a meses atrás solicitou junto a Celg, um alongamento para 180 meses para que o município de Formosa pudesse honrar o compromisso de pagamento da dívida firmada pelo ex-prefeito. Segundo o prefeito, a prestação colocaria em risco à capacidade de pagamento da prefeitura.

Na entrevista Itamar revelou que a Celg demorou 60 dias e convocou-o à cidade de Goiânia. Em virtudes das condições financeiras da própria Celg e o fato de ter negociado com os outros municípios naquelas condições, a Celg estaria impedida de negociar com Formosa.

Como os últimos meses a prefeitura foi inadimplente e não pagou a parcela do financiamento de R$ 400 mil reais, o débito em atraso totalizava R$ 4 milhões de reais e a dívida tinha subido para R$ 40 milhões de reais. A prestação totalizava R$ 870 mil reais que segundo o prefeito, seria impossível o município de Formosa honrar com esse compromisso.

“Nós não tivemos êxito administrativo com a Celg, mas já convocamos o doutor Brasil Côrrea que advoga de graça para a prefeitura, pois se fosse cobrar honorários daria mais de R$ 4 milhões de reais. Convocamos também o doutor Célio que já está com a procuração para junto com a Celg, fazer todo o levantamento da nossa dívida para que a gente possa entrar em juízo e tentar reduzir o juro e aumentar o prazo”, declarou o prefeito Itamar Barreto.

Segundo o prefeito Itamar Barreto, na situação foi levantada a hipótese de aumentar a taxa de iluminação pública para poder amortizar em parte o financiamento, no entanto, o prefeito foi incisivo.

“Recusei de imediato repassar qualquer ônus para a população, nós temos que procurar outras alternativas”.

O prefeito na ocasião tinha afirmado que a dívida estava impedindo que Formosa receba R$ 28 milhões de reais que já foram liberados pelo Ministério das Cidades. A verba seria investida em asfaltos, captação de águas pluviais, ciclovias, calçadões, manutenção de calçadas, etc.



Os governistas, oposicionistas e formosenses usaram as redes sociais para parabenizar e criticar a decisão de Celg. O primeiro a parabenizar a atitude da Celg usou o clichê “Aqui se faz, aqui se paga”, segundo ele, o prefeito pega no pé dos outros e agora é a vez da Celg “meter os ferros” (sic). Ele conclui o comentário relembrando outro clichê “Bem que dizem que todo cobrador é mal pagador” conclui.

Outro usa a rede social para relembrar que essa dívida deve ser de 15 a 18 anos.

Teve um que destacou que cada prefeito antes de tomar posse está ciente das dívidas, frisou que certamente herdou muitas dívidas. “O abacaxi agora é dele, boa sorte para descasca-lo”, o formosense concluiu o comentário esperando que termine bem esse capítulo da atual administração.

“Sempre os mesmos atacando, usando palavras chulas, uns chamando o prefeito de ladrão e outros insultos. Amo minha cidade e quero o melhor pra minha cidade, torço muito que tudo venha a melhor e que o prefeito venha a fazer e trazer grandes conquistas pra nós formosenses. Oposição não é assim que se faz.”, revelou um militante que apoiou a eleição do candidato que perdeu às eleições para Prefeitura de Formosa.

“Tipo, eu acho que a dívida já existia a anos. Você pegar algo com dívida de R$ 30 milhões só com a Celg... isso é froids. Não estou defendendo, devemos reconhecer que é muito dinheiro para só 1 administração pagar. Parece que vários ex-prefeitos deixaram de pagar essa conta, a incompetência desses respigam agora.
Realidade das prefeituras brasileiras, fazer dívidas para as outras se virarem...
Em uma pequena busca no google: https://www.google.com.br/search...

 

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: