Os produtores rurais do Distrito Federal e Entorno participam nesta quinta-feira (11), do movimento Máquinas na Estrada

Os produtores rurais do Distrito Federal e Entorno participam nesta quinta-feira (11), do movimento Máquinas na Estrada, que será deflagrado no país inteiro. Essa é uma ação para conscientizar a população e as autoridades públicas sobre os prejuízos que a Lei do Emplacamento dos Veículos Rurais trará ao Agronegócio.

Na ocasião, os agricultores irão paralisar o trânsito, a cada meia hora, na altura do posto fiscal da BR 251 e no trevo da BR 020 com a DF 100. A concentração do protesto será as 8h e as paralisações terão início a partir das 10h.

Aprovada em 26 de novembro de 2014, a Lei estabelece que todos os tratores e máquinas agrícolas que trafegam por vias públicas deverão ser emplacados. A medida vale para veículos fabricados a partir de agosto de 2014, estando os que datam anteriores a esse período, liberados do emplacamento. A norma começa a valer a partir de janeiro de 2015.

Para os agricultores, a medida elevará os custos de produção, refletindo diretamente no bolso do consumidor. De acordo com o produtor rural, Vilson Tomaz, somente a região do Distrito Federal e entorno tem aproximadamente uma máquina para cada 30 hectares de terra, o que corresponde a cerca de 34 mil máquinas agrícolas. “Somente eu, somando todas as máquinas, caminhões e demais veículos, terei um gasto de pelo menos R$ 500 mil, por ano. Ou seja, uma despesa extra que certamente irá onerar nosso custo de produção”, explica.

Juntos, Distrito Federal e entorno têm 200 mil hectares de área irrigada e mais 800 mil hectares de sequeiros - áreas não irrigadas. A região é responsável pela produção anual de 11 milhões e 600 mil toneladas de grãos, divididos em duas safras.

Com informações da AgroBrasília
Foto: Wikipédia/Wikimedia

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: