As reclamações sobre o trânsito em Formosa são muitas. A cidade cresceu, a frota de veículos aumentou e os problemas se multiplicaram na mesma proporção. A falta recorrente de vagas no centro, a indisciplina dos motoristas e o excesso de veículos são assuntos que preocupam




Nesta semana o município de Formosa deverá entrar em discussão com alguns projetos de lei que estarão na Câmara Municipal de Formosa. O principal deles será a viabilização da Zona Azul no centro da cidade.

As reclamações sobre o trânsito em Formosa são muitas. A cidade cresceu, a frota de veículos aumentou e os problemas se multiplicaram na mesma proporção. A falta recorrente de vagas no centro, a indisciplina dos motoristas e o excesso de veículos são assuntos que preocupam a população, os órgãos de segurança, a sociedade civil organizada e o poder público.

A Zona Azul é uma modalidade de estacionamento, utilizado em grandes cidades brasileiras para incentivar a rotatividade de vagas. Limitando o tempo de estacionamento é possível estimular a rotatividade de veículos e o aumento de vagas.

Neste tipo de estacionamento o motorista pode estacionar desde que pague as taxas durante 1, 2 ou 3 horas. Quem ultrapassa este tempo pode ter o carro rebocado e pagar mais taxas para retirar o veículo. Essa iniciativa também restringiria os motoristas que vendem seus carros de expô-los em plena Visconde de Porto Seguro.

Na teoria, os moradores de áreas próximas ao centro não usariam os veículos para se deslocar ao centro e os moradores das áreas mais afastadas utilizariam as vagas.

A discussão sobre a gestão da Zona Azul ultrapassa o politicamente correto (ou incorreto) e avança para outras ações para se fazer nas áreas centrais da cidade. Alguns são totalmente contrários, muitos dizem para a Prefeitura assumir a administração do estacionamento e outros vão além, buscam a construção de um calçadão na Visconde de Porto Seguro e a liberação de carros somente em horários especiais. Logo, comerciantes questionam se o calçadão impactaria negativamente nas vendas. Tem morador que apoia pois garantiria maior espaço para fluxo de pessoas nas congestionadas calçadas em época de mesa farta.

Todas as iniciativas devem ir para Câmara para ser debatido. Os Projetos de Lei já possuem vereadores correndo atrás. É mais um tópico polêmico que a população deve pensar porque o silêncio de alguns podem se transformar em dores de cabeça de outros, tudo para por um basta no trânsito que cada dia que passa fica mais próximo de cidade grande.

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: