Todos nós brasileiros estamos acompanhando preocupados a falta de chuvas e o desaparecimento de nascentes, mas a maioria não sabe que cerca de 1.000.000 de km2 de terras no Brasil estão em processo de... desertificação

Em 1998, em Dacar, capital do Senegal, ocorreu a II Cúpula Mundial sobre Desertificação. Os cientistas internacionais, num alerta dramático, concluíram que, no compasso daquele ano, 70% das terras do planeta podem virar... deserto! Quer dizer: há 17 anos.

O que leva à desertificação?

É muito fácil entender uma simples operação da natureza agredida e os seus efeitos potencializados, que é uma característica assustadora, e o ciclo vicioso formado que leva à desertificação: desmatamento + queimada + emissão de gases poluentes + aquecimento global + degelo + dessalinização das águas marinhas + mudança nos ciclos dos ventos + alteração climática – água doce – árvores = desertificação.

A cada 60 segundos – 1 minuto mesmo – 10 hectares de terra do planeta, 100.000m2 assumem o rótulo: desertificados! Numa projeção anual, cerca de 50.000km2 estão virando poeira, e de forma crescente, o equivalente a extensão conjunta do Kuwait, Líbano e Israel. Todos os anos!

Zafar Adeel, como diretor-assistente da Universidade da ONU, um dos autores de um relatório internacional sobre desertificação, disse: “A desertificação surge como um problema global que afeta a todos. Algumas partes do texto: “A desertificação é potencialmente a alteração do ecossistema mais ameaçadora em termos de impactos na vida dos pobres”. “A crescente desertificação no mundo todo ameaça aumentar em milhões o número dos pobres obrigados a buscar novos lares e meios de vida”.

Desertificação, seca e ventos aumentando, firme, gradativa e constantemente, ocupando mais e mais áreas verdes, resultado de nossas ações nefastas e da nossa indesculpável omissão.

O Brasil tem o vergonhoso título de ser o campeão mundial de desmatamento. Apenas um foco de incêndio proposital, em 2005, no sudoeste do Estado do Pará, destruiu cerca de 2.000.000 de árvores. Em 2004, o INPE-Instituto Nacional de Pesquisa Espacial registrou, por satélite, 135.000 focos de incêndio causado pelo homem na Amazônia.

Todos nós brasileiros estamos acompanhando preocupados a falta de chuvas e o desaparecimento de nascentes, mas a maioria não sabe que cerca de 1.000.000 de km2 de terras no Brasil estão em processo de... desertificação! Mais de 12% da extensão do nosso território.

O que fazer? Reflorestar e replantar onde puder. Cercar as terras desertificadas com árvores frondosas para conter o avanço da desertificação, amenizar o clima, revigorar as nascentes, atrair a vegetação densa e a fauna.

Por que não?! Por que não?!

Por que não começar logo pelas regiões de caatinga e do cerrado?

O que estamos esperando? Virar a Ilha de Páscoa? Onde seus habitantes destruíram as matas, mataram as nascentes, acabaram num deserto completo e caíram no canibalismo?!

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: