O nosso lar, a nossa rua, o nosso bairro, a nossa cidade, o nosso estado, o nosso Brasil, a sociedade e a natureza estão precisando da gente.
Por Marcos Garzon

Todos nós estamos vendo tudo aquilo que está acontecendo em nosso Brasil, tanto na área ambiental como na social, e no resto do nosso belíssimo planeta Terra.

Estamos passando por dias difíceis e situações realmente preocupantes, que não precisamos descrever, porque os meios de comunicação estão despejando em nossos lares. O futuro, que se realiza a cada novo dia, está muito, mas muito estranho e tempestuoso.

O que podemos fazer? Meu amigo, minha amiga, temos de deixar a nossa zona de conforto mental, não precisa nem sair de casa, e agir. Agir como? Convide toda a sua família e conversem juntos, discutam bem, clara e realisticamente, a situação ocorrente em todas as áreas e em todos os níveis dos diferentes aspectos socioambientais.

Francamente, as perspectivas do nosso horizonte não são animadoras. Trata-se agora de uma questão de sobrevivência, especialmente a dos nossos herdeiros. Todos unidos, numa corrente fraternal, convidando sempre novos elos conscientes, vamos buscar transformar para sobreviver.

Não sacuda os ombros, não se descompromisse com a realidade que nos envolve, porque podemos pagar um preço alto demais. Podemos e devemos ajudar a revirar essa situação, se entrelaçarmos nossas mãos, nossos pensamentos e nossas ideias, mostrando o que está acontecendo de errado e apresentando saídas e soluções, como podemos melhorar, aproveitando as redes sociais, constante e diariamente.

O nosso lar, a nossa rua, o nosso bairro, a nossa cidade, o nosso estado, o nosso Brasil, a sociedade e a natureza estão precisando da gente. SE NÃO TRANSFORMARMOS NÃO VAMOS SOBREVIVER.

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: