A abertura das Olimpíadas Rio 2016 foi excepcional! A mensagem em defesa do planeta, do meio ambiente, um simples apelido que demos a nossa verdadeira Mãe, a Mãe Natureza, a nossa Mãe Terra, foi ampla, intensa e profunda

A abertura das Olimpíadas Rio 2016 foi excepcional! A mensagem em defesa do planeta, do meio ambiente, um simples apelido que demos a nossa verdadeira Mãe, a Mãe Natureza, a nossa Mãe Terra, foi ampla, intensa e profunda, alertando cerca de 4 bilhões de espectadores que o planeta onde moramos, a única casa que temos, está realmente enfermo. Foi oportuna e abrangente, uma mensagem inesquecível, que acendeu o interruptor da importância que devemos dar a união de todos os povos para a realização de ações objetivas, rápidas, positivas e construtivas; que devemos entrelaçar as mãos, amarelas, brancas, vermelhas e negras; entrelaçar ações de governantes e governados; entrelaçar atividades de poderosos e humildes; e entrelaçar ideias de ricos e pobres em volta do planeta Terra, agindo de forma conjunta, urgente para conseguirmos a sua recuperação. Não temos mais tempo para esperar.

Não é apenas com o aquecimento global, efeito, que devemos nos preocupar, mas com as causas dele, entendendo o recado da abertura: a redoma que causa o efeito estufa não suporta mais tantos gases, pois qualquer crescimento agora da temperatura média global causará efeitos terríveis, como o aumento do nível dos mares e as decorrentes inundações litorâneas.

Uma questão vital de SOBREVIVÊNCIA da nossa civilização.

Abertura feita. Recado dado. E agora? The day after? O dia depois? 

Acredito que o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, deve ter saído da abertura, pois estava presente, e imediatamente determinado uma reunião geral com seus assessores diretos, a fim de estudarem a implantação urgente de uma rede de televisão - ONU AMBIENTAL –, que esteja em atividade 24 horas por dia, transmitindo, em todos os países do mundo, todas as orientações necessárias para cada habitante do planeta saber o que está acontecendo de fato em cada pedaço do globo terrestre, em tempo real; todas as ações resultantes da interferência do ser humano no meio ambiente, a serem estudadas por uma ciência específica – MESOLOGIA; todas as transformações naturais que estão acontecendo em todas as regiões do planeta, estudadas pela ciência – ECOLOGIA. 

A rede de televisão transmitirá aquilo que cada país está fazendo para abrandar os efeitos potencializados da natureza e o que está fazendo para se adaptar às mudanças irreversíveis, como a própria ONU orienta; palestras e informações importantes de cientistas especializados em cada área do setor ambiental planetário, e muitas atividades mais. “Que visão fantástica tem o Secretário-Geral, Ban Ki-moon, por ter tomado esta brilhante iniciativa!”

Foto: Beth Santos/ PCRJ

Marcos Garzon
Escritor, empresário, advogado, publicitário, especialista em marketing de transformação, escritor com mais de 100 livros publicados e distribuído sobre o tema responsabilidade socioambiental. Curta e fique por dentro sobre a defesa do meio ambiente:
https://www.facebook.com/Marcos-Garzon-515090675191698/
https://www.youtube.com/watch?v=Gb87GC472zA

http://www.marcosgarzon.eco.br

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: