Uma abertura que realmente fascinou todos os participantes e encantou o mundo, assistida por bilhões de seres humanos.

Uma abertura que realmente fascinou todos os participantes e encantou o mundo, assistida por bilhões de seres humanos.

Um encerramento também muito bom. Uma temática extraordinária, oportuna e inesperada, que chamou a atenção de todos para a realidade ocorrente com a natureza viva planetária, inclusive com a plantação de sementes.

Realmente, inesquecível. Mas, os organizadores, motivados pelo espetacular, aquilo que atrai demais todos os homens, mulheres e crianças, em vez de revelarem que deixariam de realizar os shows pirotécnicos para não agredir ainda mais o efeito estufa e o decorrente aquecimento global, produziram uma queima demorada de toneladas de fogos de artifício. Os fogos causam imensos malefícios a natureza e aos seres humanos, como doenças respiratórias, pois utilizam substâncias químicas que produzem as cores e ativam o poder explosivo.

Os fogos liberam gases altamente tóxicos de elevado poder poluidor da atmosfera, pois expelem enxofre, carvão, bário, extremamente venenoso e radioativo, e estrôncio. Os metais pesados poluem também às águas doces e salgadas, contaminando-as e prejudicando os corais e peixes, a vida submarina.

Tudo aquilo que fizeram em defesa da natureza, na prática destruíram diretamente, pois a prejudicaram demasiadamente, de forma inconsequente e inconsciente. O Brasil é o segundo maior poluidor da atmosfera do planeta pelo uso de fogos de artifícios, atrás apenas da China, campeã mundial, mas que não levam a medalha de ouro nem a de prata, mas as da ignorância ambiental.

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: