Embora todas as teorias sobre Deus, pratique-o em sua jornada passageira pela Terra.
Empresário no Brasil - Louco, herói e bandidoPra ser um empresário no Brasil tem de ser muito louco, porque precisa enfrentar uma mega burocracia insuportável; uma imensa lista de legislações federais, estaduais e municipais embaralhadas; uma tributação absurda oriunda de taxas e impostos federais, estaduais e municipais, pois no Brasil tem cerca de 90 tipos diferentes; e um sistema bancário que não apoia em nada o empreendedor iniciante, pois só empresta o guarda-chuva quando está fazendo sol e nunca quando está chovendo. Tem de ser herói, e não um herói qualquer, mas um herói espartano, pois tem de trabalhar 10, 12, 14h por dia, às vezes mais, muitas vezes sem descanso semanal, sem férias, para conseguir pagar pessoal, estrutura, impostos, mergulhado numa legislação trabalhista ultrapassadíssima, e todas as incríveis variações do mercado suscetível a dirigentes públicos extremamente incompetentes, políticos corruptos, enfrentando as ondas turbulentas socioambientais. E tem de conviver com a calúnia, a inveja, as mentiras, com a perseguição de juízes que trata o empresário como bandido, pois qualquer ação contra ele , o juiz manda bloquear as suas contas bancárias sem julgar o mérito do processo, apenas pela intenção do autor, pouco interessado nos problemas decorrentes da situação criada; escapar da perseguição de fiscais de todos os órgãos públicos, especialmente daqueles que o tratam como bandido, inventando débitos, depois cobrando judicialmente, ficando no final um acordo que o obriga pagar pelo que não devia; e ter a opinião pública contra, que a tudo generaliza, pagando o justo pelos pecadores, principalmente numa situação de Lava Jato, onde um pequeno grupo de empresários respinga imundice em 95% do empresariado que trabalha sem nenhum tipo de relacionamento com os três níveis de governos. Haja loucura e heroísmo para aguentar a bandidagem das ruas e dos engravatados.

Vão começar a tirar água do lago Paranoá para abastecer a cidade Desde 2004, venho alertando que o Lago Paranoá está diminuindo de tamanho e de volume d'água, incluindo também a situação no meu livro Tarde Demais? Além de escrever matérias em revistas e no Correio Brasiliense a respeito. Depois de acabarem com Santa Maria e Descoberto, os "competentes políticos", agora vão começar a captar água e diminuir o Lago Paranoá, emergencialmente. Quando as soluções devem ser diversas e concomitantes, trabalhando nas causas e não nas consequências. E segue o homem a sua saga destruidora.

Embora
Embora os pessimistas da estrada da vida, espalhe suas mensagens otimistas. Embora os negativos ao seu redor, busque incentivar visões e ações positivas. Embora os destrutivos que se multiplicam, transmita ideias construtivas e benéficas para os semelhantes. Embora a escuridão envolvente, projete a sua luz para o próximo desorientado. Embora as dificuldades diárias, prossiga com firmeza e confiança. Embora as vicissitudes existenciais, motive amplos círculos de prosperidades, sorte, fortuna e sucesso. Embora as tristezas ocorrentes, estimule as alegrias que certamente existem. Embora os conflitos que aparecem no cotidiano, mostre a paz que verdadeiramente a tudo pode superar. Embora o ódio que prolifera, demonstre a força do amor vivificante. Embora os maus que extravasam invejas, calúnias e ressentimentos, exemplifique as obras do bem. Embora todas as teorias sobre Deus, pratique-O em sua jornada passageira pela Terra. 

Marcos Garzon
Escritor, empresário, advogado, publicitário, especialista em marketing de transformação, escritor com mais de 100 livros publicados e distribuído sobre o tema responsabilidade socioambiental. Curta e fique por dentro sobre a defesa do meio ambiente:
https://www.facebook.com/Marcos-Garzon-515090675191698/
https://www.youtube.com/watch?v=y7ySuWB

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: