Anúncio da Rádio Vaticano publicado
nas redes sociais. Foto/Reprodução
O Bispo de Formosa (GO) Dom Paulo Beloto, foi nomeado pelo Papa Francisco no dia 23 de outubro, Bispo de Franca (SP).

O anuncio foi feito pela Rádio Vaticano na manhã desta quarta-feira.

“Meu querido e amado bispo. Estou muito triste pela notícia, e deixo minhas congratulações a Diocese de Franca - SP, por receber um bispo tão humilde e santo”, postou um internauta.

Dom Paulo Roberto Beloto nasceu em 9 de abril de 1957, em Adamantina, na diocese de Marília. Estudou Filosofia no Seminário Bom Jesus em Aparecida e Teologia na Faculdade Nossa Senhora da Assunção em São Paulo. No Seminário dos Carmelitas em São Roque, frequentou cursos de espiritualidade.

Foi ordenado sacerdote em 29 de junho de 1986 para a diocese de Marília, onde desempenhou inúmeros cargos. Em 16 de novembro de 2005 foi noemado Bispo de Formosa, e recebeu a ordenação episcopal em 4 de fevereiro de 2006. Desde 2011, é Membro do Conselho Fiscal da CNBB.

Confira a carta de Dom Paulo Roberto Beloto aos seus diocesanos:

Formosa, 23 de outubro de 2013.

Aos presbíteros, consagrados (as), seminaristas, autoridades civis e militares, fiéis e povo de Deus da Diocese de Formosa.

“É pela fé que o justo viverá” (Gl 3,11).
No dia 12 de setembro de 2013, estive na Nunciatura Apostólica, a convite de Dom Giovanni D’Aniello, Núncio Apostólico, que me comunicou – para minha surpresa e apreensão – a decisão de Sua Santidade, o Papa Francisco, em me nomear como bispo da diocese de Franca – SP. Após uma tranqüila conversa com o mesmo, fiquei de escrever uma carta ao Santo Padre. Num clima de oração e discernimento, disse que me colocava em atitude de obediência a esta incumbência, mas que não seria o momento oportuno para uma possível transferência de Formosa, pelo fato da diocese já ter experimentado a sede vacante.

Alguns dias depois, recebi um novo telefonema do Sr. Núncio, confirmando a minha nomeação. Respondi, por escrito, que acolhia com generosidade a missão, ficando reservado o dia 23 de outubro para a notícia oficial.

Assumi o governo de Formosa no mês de fevereiro de 2006. Acredito que demos bons passos na evangelização da diocese e continuidade de sua organização administrativa. Nem tudo se realizou como queríamos. Mas estou em paz, acreditando que fiz o que estava ao meu alcance. O que me consola é que o amor de Deus não depende das obras, mesmo sendo elas muito importantes.

Rendo graças ao Senhor e à mãe Igreja que me confiaram a missão do governo da diocese de Formosa nesses quase 8 anos.

Agradeço de coração a tantas pessoas que conheci e me ajudaram a ser bispo: aos presbíteros, fiéis colaboradores; aos irmãos e irmãs consagrados; às lideranças de nossas paróquias e comunidades; às autoridades civis e militares de nossos municípios; aos profissionais das diversas áreas; aos seminaristas e vocacionados; às famílias, em fim, a todos minha gratidão e orações, assim como o meu pedido de perdão pelas falhas.

Uma nova experiência sempre gera ansiedades. “Mas o Senhor disse-me: Basta a minha graça” (2 Cor 12,9). Como meu intercessor, sinto-me frágil, por isso busco forças Naquele que me chamou. A oração é o meu alimento. Ofereço com confiança o meu serviço, pois quero ser “servo pela caridade” (Gl 5,13).

Na carta que escrevi à Nunciatura, pedi agilidade na nomeação do novo bispo de Formosa, conhecendo as suas necessidades.

Conforme o cânon 418 § 2 do Código de Direito Canônico, a partir de hoje, data da publicação de minha nomeação, permaneço no governo da diocese de Formosa como Administrador Diocesano, até a minha tomada de posse, em Franca.

Rezem por mim.

Abraços a todos e que Deus os abençoe.

Nossa Senhora Imaculada Conceição, interceda por nós.


Com informações da Canção Nova e http://pcoracaodemaria.com.br

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: