Após a renúncia da presidente do Partido dos Trabalhadores de Formosa, Iêda Vilas-Bôas – no dia 5 de outubro –, nessa quarta-feira (8,) aconteceu a reunião para deliberação de pauta com as diretrizes para campanha no segundo turno das eleições nacional e estadual com o novo presidente Edvaldo Alves, o Passarinho

Após a renúncia da presidente do Partido dos Trabalhadores de Formosa, Iêda Vilas-Bôas – no dia 5 de outubro –, nessa quarta-feira (8,) aconteceu a reunião para deliberação de pauta com as diretrizes para campanha no segundo turno das eleições nacional e estadual com o novo presidente Edvaldo Alves, o Passarinho.

Iêda, no dia 5, demonstrou as 13 razões que levaram a decisão de destituição/renúncia do cargo de Presidente do PT em Formosa. “Mais uma batalha que terminamos. Espero, ainda, que a manipulação (de uma empresa de comunicação) não tenha tirado nossa força e garra para vencer. Aproveito para informar, por este meio midiático que: Renuncio ao cargo de Presidência do PT - Formosa, pelos fatos expostos na carta. Continuo 13, Sou PT”, declarou na ocasião. A carta (foto) disponível em sua página na internet está no final dessa reportagem.

“Em nome da presidência executiva do Partido dos Trabalhadores Formosa/Go, venho agradecer a presença daqueles que comparecerão a nossa reunião, para juntos deliberarmos uma pauta com diretrizes para campanha no segundo turno das eleições nacional e estadual e assim elegermos a nossa presidenta Dilma 13 e em contra partida o governo de Goiás, o senhor Iris Resende 15”, declara.

Segundo Passarinho, foi uma reunião muita proveitosa, com um número bastante expressivo de militantes, aonde todos tiveram a oportunidade de se expressarem, em uma grande plenária.

Confira a carta de renúncia de Iêda:





Escolha qual rede social e comente:

0 comments: