Confira "As dez leis do advogado", redigido pelo escritor Marcos Garzon.

Por: Marcos Garzon
Primeira
A lei do equilíbrio pessoal, onde corpo, mente e espírito requerem essencial e constante atenção.

Segunda
A lei da consciência, que exige a soma da educação mais cultura, aliada a lucidez, bom-senso, critério e justiça.

Terceira
A lei da postura, que evidencia o aspecto físico, a expressão fisionômica, a correta apresentação do profissional.

Quarta
A lei do caráter, que emerge do interior de cada um e deve ser aprimorado dia após dia, elevando as qualidades, apequenando os defeitos.

Quinta
A lei da moral, que demonstra uma positiva concepção existencial e construtivas atitudes derivadas dos bons costumes sociais.

Sexta
A lei da ética, que determina indesviáveis balizas à conduta sempre superior daquele que transita pelas elevadas estradas forenses.

Sétima
A lei dos valores materiais, que exprime simplicidade, transparência, segurança, objetividade e firmeza, uma vida honesta, digna, controlada e organizada.

Oitava
A lei dos princípios espirituais, que manifesta a elevação dos propósitos, a busca de contínuo aperfeiçoamento, o desejo de ações solidárias, a compreensão fraternal e subserviência às leis divinas.

Nona
A lei da cidadania, que transmite o respeito aos demais concidadãos, familiares, vizinhos, amigos e colegas, às leis materiais e às leis naturais, vivenciando a sociedade com respeito e consideração ao próximo.

Décima
A lei do civismo, que requisita verdadeiro amor à Pátria, à Constituição, aos símbolos nacionais, ao prevalecimento da Justiça e sucesso de todos os mecanismos governamentais para completo atendimento ás salutares aspirações do povo.

Escolha qual rede social e comente:

0 comments: