Menu

Prefeitura de Formosa recebe operação do MPGO, prédio ficará fechado hoje (12)


Após a operação deflagrada pelo Ministério Público de Goiás, a Prefeitura de Formosa lançou nota informando que não abrirá no período da tarde.

A operação Gaugamela apura desvios de recursos públicos em licitações e contratos da Prefeitura de Formosa. Segundo a Promotoria de Patrimônio Público, processos de licitações de 2017 e 2018 podem ter sido fraudados. Para investigar, 9 mandados de buscas e apreensão foram cumpridos no município.

Entre os alvos estão nomes fortes da Prefeitura. Luis Gustavo Nunes de Araújo é ex-secretário de Finanças e foi o candidato a deputado estadual apoiado pelo então prefeito na época. Além dele, o ex-secretário de Obras Jorge Saad Neto e o empresário André Luiz Gontijo de Sousa da empresa Multi X foram alvos. As secretarias municipais de Obras; Finanças; Administração; Controle Interno; Licitação e Gestão de Contratos também estão entre os demandados.

Em nota, o MP destacou: “Investigações desenvolvidas pelo Ministério Público revelaram esquema de desvio de dinheiro do município em benefício de agentes públicos e particulares. Tais desvios foram verificados, sobretudo, em contratos de pavimentação asfáltica da cidade que deveriam ter sido realizados pela empresa Multi-X. Caso comprovados os fatos os envolvidos estão sujeitos a penas de multa, suspensão dos direitos políticos, perda do cargo público, dentre outras", pontua.

Com informações do Ministério Público de Goiás

A 5ª Promotoria de Formosa, com atribuição na defesa do patrimônio público, deflagrou nesta terça-feira (12/2) a Operação Gaugamela. Comandada pelo promotor Douglas Chegury, tem o objetivo de cumprir nove mandados de busca na prefeitura daquele município e em endereços residenciais. A medida visa instruir inquéritos civis instaurados com a finalidade de apurar a prática de possíveis desvios de recursos em processos de licitação e contratos administrativos entre 2017 e 2018.
São alvo da operação o ex-secretário de Obras do município, Jorge Saad Neto; o ex-secretário municipal de Finanças, Luís Gustavo Nunes de Araújo; o empresário André Luiz Gontijo de Souza, proprietário da empresa Multi-X, além das secretarias de Obras, Finanças, Administração, Controle Interno, Licitação e Gestão de Contratos.
A operação conta com a participação dos promotores Fernanda Balbinot e Caroline Ianhez, também de Formosa, Frederico Machado, de Posse, e Bernardo Frayha, de Campos Belos, além de apoio da Polícia Militar.
As investigações cíveis conduzidas pela 5ª Promotoria de Formosa revelaram esquema de desvio de dinheiro do município em benefício de agentes públicos e particulares. Esses desvios foram verificados, sobretudo, em contratos de pavimentação asfáltica, que deveriam ter sido realizados pela empresa Multi-X. Os mandados judiciais de busca foram cumpridos na prefeitura (seis) e em endereços dos investigados (três). (Edição de texto: Ana Cristina Arruda/Assessoria de Comunicação Social do MP-GO, a partir de informações da 5ª Promotoria de Formosa – Foto: acervo da 5ª Promotoria de Formosa)

Share This:

No Comment to " Prefeitura de Formosa recebe operação do MPGO, prédio ficará fechado hoje (12) "

  • To add an Emoticons Show Icons
  • To add code Use [pre]code here[/pre]
  • To add an Image Use [img]IMAGE-URL-HERE[/img]
  • To add Youtube video just paste a video link like http://www.youtube.com/watch?v=0x_gnfpL3RM