Menu

Vendo "Older Posts"

Vendo "Sinprefor"

Está decretada a 1ª greve dos servidores municipais de Formosa

02 setembro 2013 / Sem comentários

Está decretada a primeira greve dos servidores municipais da Prefeitura Municipal de Formosa. A assembleia geral ocorreu no dia 02 e determinou a completa greve dos funcionários de todas as áreas. É a primeira vez que uma greve dos servidores municipais é decretada em Formosa.

A aglomeração dos servidores aconteceu após às 9h45, quando os professores da rede municipal deixaram as escolas e compareceram na assembleia.

Como os Guardas Municipais não estavam presentes, os servidores determinaram por unanimidade a retirada da pauta de reivindicações dessa secretaria momentaneamente.


Uma servidora pública destacou. “Nós largamos os filhos com outras pessoas para realizar o trabalho público. Não estamos querendo nada de mais, apenas o que é nosso direito”.  Finalizou dizendo "O dinheiro vem de 20 a 25 todo mês (FUNDEB), o que falta é compromisso e melhor administração do dinheiro".

Uma Agente Comunitária de Saúde revelou que nunca teve tanto chefe no posto de saúde que trabalha.  Quando antes havia um coordenador geral, hoje há mais de 3 coordenadores.

Também foi discutido sobre os canais de comunicação, uma vez que, em maio um radialista acusou o movimento de promover a quebradeira e dizendo que o movimento era ilegítimo.

A crise institucional acontece após a Prefeitura de Formosa não cumprir os acordos firmados na última paralisação. Até o fechamento dessa reportagem, a Prefeitura não tinha declarado sobre o assunto.

 Queima de fotos após a deflagração da greve.

Última paralisação
No dia 7 de maio de 2013 às 9 horas da manhã, o sindicato, população, servidores e simpatizantes empunharam cartazes e faixas e percorreram as ruas em busca de melhores condições.

FOTO: Wilson de Jesus
A assembleia pública organizada pelo Sinprefor em maio ocorreu na Prefeitura Municipal de Formosa. 

Na ocasião a assembleia decidiu que Quarta (08 de Maio), Quinta (09), Sexta (10) e Segunda (13) os Servidores Municipais de Formosa estariam em paralisação. Foi primeira paralisação geral de todos os servidores no ano de 2013.

Sinprefor realiza assembleia com indicativo de greve na segunda-feira

01 setembro 2013 / Sem comentários
Cartaz exposto na última paralisação realizada em maio.
O Sinprefor, sindicato dos servidores municipais de Formosa realizará na próxima segunda-feira (02) uma assembleia geral com indicativo de greve para deflagrar uma possível paralisação em todo município.

A assembleia geral ocorrerá na Praça Rui Barbosa às 9 horas. Os servidores buscam uma carreira descente à todos, pagamento do data base e piso salarial que estão atrasados, mais segurança no trabalho, entre outros.

“Na luta irão dizer que perdemos a razão, que de nada irá adiantar e buscarão nos desanimar sempre. Mas a luta só depende de cada um de nós e a vitória pode estar mais próxima do que se imagina. Dia 02 eu vou, e você?” postou o sindicato na internet.

Última paralisação
No dia 7 de maio de 2013 às 9 horas da manhã, o sindicato, população, servidores e simpatizantes empunharam cartazes e faixas e percorreram as ruas em busca de melhores condições.

FOTO: Wilson de Jesus
A assembleia pública organizada pelo Sinprefor em maio ocorreu na Prefeitura Municipal de Formosa. 

Na ocasião a assembleia decidiu que Quarta (08 de Maio), Quinta (09), Sexta (10) e Segunda (13) os Servidores Municipais de Formosa estariam em paralisação. Foi primeira paralisação geral de todos os servidores no ano de 2013.

Sinprefor convoca servidores para assembleia

26 agosto 2013 / Sem comentários




Formosa foi às ruas, revelou show de democracia e prometeu bis

22 junho 2013 / Sem comentários

Mais de 1200 formosenses foram as ruas clamar por um Brasil, Estado e Município mais digno e voltado a população.

A manifestação que começou às 16 horas contou com 80 policiais militares, 12 viaturas e mais de 20 guardas municipais. Todos as tribos da sociedade formosense participaram da manifestação.

O movimento em todo momento foi pacífico por onde passou. Em frente ao hospital próximo a Rodoviária os manifestantes ficaram em silêncio.

“Lutamos contra a opressão e também para tirar o deputado Marcos Feliciano. É uma luta unificada para melhorar o sistema público” citou um dos organizadores do evento. O movimento também luta pelo Meio Ambiente, Saúde, Educação e pela melhoria de vida do cidadão.

Os organizadores do evento salientaram que a população saiu do facebook e foi para a rua.

Vale ressaltar que, está marcado para o próximo Sábado (29) uma grande assembleia popular para discutir o monopólio do transporte público em Formosa.

Cartaz de manifestante formosense
Trajeto
Com saída da Rodoviária de Formosa, passando pela Rua Valeriano de Castro, Prefeitura, Correios e Rua Visconde, foram a Catedral e retornaram a Prefeitura de Formosa onde se encerrou o movimento.

Vitor Spíndola manifestando contra os
manifestantes virtuais.
O vereador Wenner Patrick esteve presente no evento e revelou que o movimento é importante e vai promover o suporte que Formosa necessita. E disse que apoia plenamente.

Lucas Gonçalves estudante da UnB e Luiz Junior gestor de pessoas, protestaram por causa do monopólio existente na área de transportes em Formosa. "É um horror" completou o organizador de eventos.

Rodrigo Suess e Crisnyane Rodrigues, estudantes da UEG, defenderam a realização de concurso, conclusão da construção do Auditório e assistência estudantil na Universidade de Goiás. Ressaltaram que são contra o partidarismo, oportunismo e exploração de partidos políticos que aproveitam o movimento para se autopromover.

“Movimento não tem um líder em si, é um movimento que surgiu do povo, para o povo e em prol do povo” declarou Tia Andréia, que é professora da rede pública.

 Kayck Teles juntamente com seus amigos Ellen Kedna e Leonardo revelaram que são contra a corrupção, má utilização do dinheiro público e reforma tributária.

Aroldo Júnior e Renatta Amancio cobraram maior respeito aos profissionais da saúde.

Polícia Militar
O comandante, Capitão Ramos, revelou que a PM estava presente para acompanhar o movimento, promover o bloqueio de trânsito e garantir a segurança dos manifestantes. “É uma reivindicação legítima, se acontecer como planejado, o movimento servirá de exemplo pois vai começar e terminar em paz” disse o comandante.

Skatistas
Os jovens skatistas também estiveram presentes e reivindicaram uma pista de skate. Também alertaram para que caso os responsáveis pela nova pista de Skate cobrem pelo serviço, não resolverá o problema atual.

Sinprefor
O Sinprefor através de seu presidente Alex ressaltaram que a manifestação é um movimento democrático que precisava acontecer.

Punk
O movimento punk esteve no momento expressando o repúdio à corrupção



Agradecimentos
A organização do evento expressou a admiração e reforçou o agradecimento para a Polícia Militar, Trabalhores Rurais, Sinprefor, Senasec, IFG, Sergio Fayad, Visão, UEG, Iesgo, Iesp, Unb, FUC, Caminhando e cantando e Instituto Paulo Freire.

Sinprefor atende aos anseios da população e divulga planos e tabelas

21 junho 2013 / Sem comentários
Após uma paralisação notável, o sindicato que representa o trabalhador municipal formosense divulgou nessa semana o plano de carreiras e tabelas.

Após a entrega dos Planos de Carreira do Administrativo, Saúde e Magistério bem como as Tabelas Salarias dos três grupos mencionados, o SINPREFOR disponibiliza Online todas minutas propostas na última quinta-feira (13) a tarde. Lembrando sempre que as propostas seguem para análise da Prefeitura que terá até três meses para reunir-se com o sindicato para que sejam negociados e discutidos os últimos detalhes.

O SINPREFOR reafirma que em caso de grandes alterações da proposta que não tragam nenhum benefício ao servidor o mesmo estará convocando Assembleias para, em conjunto com todos, debater o que foi sugerido pela Prefeitura e definirmos o que fazer. Na última Assembleia que decidiu a aceitação dos pontos de negociação também foi aprovada por unanimidade o indicativo de greve caso não sejam alcançados os interesses dos servidores públicos municipais.

Para acessar a proposta inicial do SINPREFOR sobre o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos do Administrativo clique AQUI.

Para acessar a proposta inicial do SINPREFOR sobre o Tabela de Vencimentos do Administrativo clique AQUI.

Para acessar a proposta inicial do SINPREFOR sobre o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos da Saúde clique AQUI.

Para acessar a proposta inicial do SINPREFOR sobre o Tabela de Vencimentos da Saúde clique AQUI.

Para acessar a proposta inicial do SINPREFOR sobre o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos do Magistério clique AQUI.

Para acessar a proposta inicial do SINPREFOR sobre o Tabela de Vencimentos do Magistério clique AQUI.

Todas as propostas foram devidamente registradas tendo sido aprovadas nas três Mesas de Debate e Discussão abertas democraticamente a todos que puderam se fazer presentes sendo frutos de Assembleia Geral.

O SINPREFOR aproveita para agradecer a todos que puderam sugerir, participar e criticar a proposta no momento adequado dentro das Mesas de Debate e Discussão. Segundo o presidente o momento agora é de apoiar as propostas que são fruto de todos: "Agora o momento é de união redobrada e união em torno das propostas iniciais do sindicato e dos servidores, de acabar com o preconceito de categorias que infelizmente acontece, pois as propostas foram feitas com todos e foi dada a oportunidade para que todos participem de maneira bastante democrática de modo que todos interpretam que a minuta atende ao anseio dos servidores" disse Alex.

O presidente ainda lembrou que depois do trabalho surreal de se produzir três Planos de Carreira e três Tabelas Salariais em um mês, algo inédito na história do município, poderão surgir críticas em forma de retaliação ao movimento ocorrido e pede para que todos busquem as informações no escritório para tirar as dúvidas, se for o caso.

Fonte: Sinprefor (link)

Sinprefor mobiliza todo o município e secretário bate boca

09 maio 2013 / Sem comentários
Fotos: Vanessa Martins
Hoje foi mais um longo dia para os servidores municipais. A administração representada pelo Secretário “Eduardinho” deu mal exemplo e incentivou a quebradeira. 

Participaram da manifestação mais de oitocentas pessoas e mais de 20 sindicatos (incluindo a CUT) manifestaram apoio.

Hoje quando o presidente do Sinprefor e equipe foram nas garagens da Prefeitura mobilizar servidores foram surpreendidos. Segundo o Presidente do sindicato municipal, Eduardinho cerrou o cadeado que dá acesso à garagem e começou a discutir, a discussão teve ápice quando o comissionado empurrou o presidente do sindicato, Alex.


O sindicato também revelou que o secretário de transporte e limpeza fechou o portão e proferiu palavras como “preguiçoso” e “molho de piranha” aos presentes.

O Entorno foi informado que o secretário da gestão Itamar Barreto, abriu um boletim de ocorrência em desfavor do sindicalista Alex. O sindicalista, no entanto fará um corpo de delito e juntamente com as testemunhas abrirá um TCO e estudará a entrada de processo judicial contra o secretário. Alex já sabia que o secretário iria abrir o Boletim primeiro, mas revelou que possui testemunhas.

Os sindicalistas também foram alvo de críticas proferidas por uma rádio local, segundo eles o radialista estava tentando denegrir a imagem do sindicato. Em gravação divulgada no movimento, um radialista afirmou que a paralisação promovia a quebradeira.

O Sinprefor contestou a afirmação e revelou que em nenhum momento houve quebradeira ou briga, o que houve foi uma agressão com o Presidente da Sinprefor.

Em nenhum momento o sindicato através de sua diretoria obteve direito de resposta na rádio que repudiou o movimento.

Os presentes gritaram e repudiaram quando o áudio da rádio foi divulgado com o radialista argumentando que o sindicato era “queria ser aparecer” e não tinha moralidade nenhuma para organizar a paralisação.

Na assembleia foi discutido o levantamento do montante pago às rádios da cidade

O vereador Jurandir ressaltou o crescimento do movimento, já o vereador Sd Caetano revelou que a paralisação é democrática, legítima e constitucional.


Quando os manifestantes começaram a organizar em frente o Hotel Serrador, a população local apoiou o movimento com buzinas, faixas e gestos. Vale ressaltar que em cada 10 carros sete manifestaram apoio.

Quando a passeata passou pelo centro o apoio foi instantâneo, empresários e funcionários das lojas manifestaram amplo apoio à classe. Foi relembrado que quando o Prefeito diminui o poder de compra do servidor, as lojas sentem o movimento diminuir.

Passando pela Praça da Feira (Centro Ibrahim Jorge) ficou claro que o movimento conquista cada vez mais adeptos e os servidores municipais receberam muitos aplausos.

A TV Anhanguera esteve presente e filmou a manifestação.

O sindicato revelou que há uma dificuldade na transmissão de informações nas rádios da cidade, e que há casos que o servidor trabalha 25 anos e não recebe dois salários mínimos.

Em nota a Prefeitura de Formosa não manifestou as ações do secretário de transporte e limpeza e não ficou claro se está disposta a negociar com o sindicato. O Prefeito não estava na cidade no momento da manifestação.
 (Fotos: Vanessa Martins)

Sinprefor organiza nova assembleia pública na quinta-feira

08 maio 2013 / Sem comentários
O sinprefor organiza nova manifestação na Praça Rui Barbosa a partir das 9 horas da próxima quinta-feira (09).

A tendência é de 100% das escolas e garagens fechadas com atendimento emergencial na saúde. O movimento se inicia às 9h00 na Praça com a passeata.

Para esta quinta-feira, o SINPREFOR espera que a ampliação da participação aos servidores no movimento de paralisação favoreça na evolução de uma possível negociação. Até o momento, o sindicato tem se organizado no sentido de fazer com que o processo permaneça com toda a legalidade possível, inclusive tendo feito uma comissão representativa formada por servidores que estiveram na manifestação da quarta com o objetivo de mostrar que o ato está preocupado em resolver a situação de maneira a beneficiar o servidor.

O SINPREFOR e os servidores exigem uma reunião com o prefeito Itamar Barreto; o secretário de Administração, Rodrigo Natividade; o secretário de Saúde, Rodrigo Faleiro; o secretário de Educação, Rafael Barros e o secretário de Finanças, Vertinho de Oliveira para, juntos com a comissão de a paralisação levar, debater e definir várias questões dos servidores públicos municipais de Formosa em favor dos mesmos até a próxima sexta-feira, dia 10.

Fonte: Sinprefor

Paralisação avança e administração começa a ser questionada

/ 2 Comments
FOTO: Wilson de Jesus
Hoje a administração, representada pelo secretário de administração concedeu entrevista a uma rádio da cidade. Na ocasião o comissionado revelou que a Prefeitura está preocupada em “colocar a casa em dia” e que não fez cortes na folha de pagamento e sim ajustes no computador, segundo ele o pagamento dos funcionários estava sendo feita de forma ilícita. O representante da administração questionou sobre a legalidade do movimento.

Em resposta o Presidente da Sinprefor, Alex, relatou que a Prefeitura tinha plena convicção da possível paralisação com uma semana de antecedência. Também revelou que nenhum ato do movimento tem objetividade política.

Segundo o sindicato hoje 80% das escolas municipais aderiram ao movimento e é provável que 100% das escolas estejam aderindo à greve amanhã. Hoje muitos professores trabalharam por conta do Divininho.

Uma das garagens deverá estar em peso no dia D da paralisação. A saúde opera somente em casos de urgência em várias especialidades.

A paralisação foi feita para a Prefeitura abrir a negociação, uma comissão foi formada entre servidores e sindicato tentar abrir a negociação de modo a beneficiar os servidores públicos.

Hoje 600 servidores aderiram à greve nos próximos dias serão mais de mil. O sindicato está aberto a negociações e aguarda um posicionamento da Administração para receber (Sindicato) junto ao prefeito e secretários de finanças, educação, saúde e administração.

Entorno pesquisa
O Entorno esteve na paralisação no dia 08 e colheu entrevistas com os locais.

Os distritos; servidores da saúde, administração, educação, manutenção entre outros estão apoiando a paralisação por que:

· Os salários beiram ao ridículo, a remuneração recebida em alguns casos (com empréstimos) chega a R$ 250;
· Os professores da Zona Rural não recebem os 70% de aumento;
· A retirada de quinquênios abaixou a remuneração substancialmente;
· Os professores municipais pedem o retroativo;
· Falha nos pagamentos dos servidores;
· Melhores condições de trabalho (EPI);
· Entre outros.

O que surpreendeu foi à presença maciça dos professores e servidores dos distritos que deslocaram centenas de quilômetros para manifestar o apoio à sinprefor. Uma manifestante questionou porque o Prefeito cria cortes, mas o quadro de contratados em relação à administração passada, mas que dobrou na Assistência Social.

Como a administração argumenta que existem dívidas da gestão anterior sem apresentar evidências?

Bem como cria cortes na remuneração e contrata mais comissionados que a administração anterior?

São perguntas que ficam sem resposta, se alguém souber responder, digite nos comentários logo abaixo.

Finalizo a reportagem com o belíssimo comentário da Jucieli Toledo:
E o que é pior, ainda tem que ouvir "pessoas" falando que devemos ter amor no que fazemos... Vai ali no mercado meu bem e compra 5 kg de arroz e paga com amor... Por favor, né... aff... Vou te contar uma historinha... O governo quer números... sabe o que acontece quando eu ou qualquer outro colega tento reprovar um aluno no 1° ou 2º ano pq este não está alfabetizado? ... A lei não deixa... Os pais mandam os alunos pra escola e pensam como vc... Que nós temos que fazer milagres... Ninguém aprende sem estudo complementar... Sou professora ((pq essa história de educador é a maior piada))... AMO o que eu faço... Vá a Escola Izaíra e pergunte aos meus alunos o que eles acham de mim. tenho certeza que você só receberá elogios... eu todos os meus colegas... passamos fds preparando aulas... noites pensando em aulas e projetos legais... pra vir uma IDIOTA como você falar o que não sabe? Por favor, se informe melhor... A nossa luta é muito mais por reconhecimento e não por dinheiro... são pessoas como você que me fazem ter vergonha da minha profissão pq é impossível imaginar que você já passou por uma escola e já precisou de um professor... ((pronto falei)), postou Jucieli Toledo, professora da Escola Municipal Izaíra Machado de Freitas Camargo.