Menu

Vendo "Older Posts"

Vendo "Distrito Federal"

Mais uma pessoa foi queimada nas ruas da capital federal

15 outubro 2013 / Sem comentários
Mais uma pessoa foi queimada nas ruas da capital federal. Segundo a Polícia Civil, a vítima é Felipe Aragão da Silva, de 23 anos, que foi queimado na madrugada de hoje (14). Investigadores da 5ª Delegacia de Polícia ainda estão apurando se Silva é morador de rua e tentando identificar o responsável ou responsáveis pelo crime.

Segundo a Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Silva teve 27% do corpo queimados. O fogo atingiu principalmente os braços, as pernas, o pescoço e parte do rosto da vítima. Apesar de o quadro clínico do rapaz se manter estável, o caso é considerado grave. O caso ocorreu na Asa Norte, bairro central de Brasília. Foi a própria vítima quem buscou socorro no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), onde está internada na ala de queimados.

Em agosto deste ano, o morador de rua Edivan da Lima Silva, 48 anos, morreu após ter o corpo queimado enquanto dormia em uma rua do Guará, região administrativa do DF. Há 16 anos, o caso do índio Galdino Jesus dos Santos chocou o país. Galdino morreu após um grupo de adolescentes atear fogo em seu corpo enquanto ele dormia em um ponto de ônibus na Asa Sul, a poucos quilômetros da Esplanada dos Ministérios.

Edição: Carolina Pimentel
Repórter: Alex Rodrigues
Fonte: Agência Brasil

Formosa não possui interligação com Brasília

15 fevereiro 2013 / 2 Comments
Formosa cresceu de pontos de paradas para bandeirantes para uma das maiores do Entorno de Brasília. Com sua posição estratégica entre o Distrito Federal e Goiás está se consolidando um polo residencial e agroindustrial.

Segundos dados do IBGE, Formosa hoje é a 9º maior cidade de Goiás e continua com crescimento acelerado.

Situada há uma hora e meia do centro de Brasília - que têm ligações com o comércio mundial – não se têm uma ligação ferroviária ou transporte barato. Mesmo assim, Formosa tem fortes laços com a capital do Brasil, sendo considerada por moradores de Brasília como uma cidade de morar por não oferecer emprego.

Professores, médicos, empresários e outros, recorrem a capital para ganhar mais.

Transporte 
Por ônibus custa em média R$ 30 de carro chega a custar R$ 60. Um projeto que começará a ser construído em 2014 prevê a interligação do Distrito Federal com Formosa e Planaltina, mas não há nada oficial. Até lá teremos muitas promessas e jogo de política.

Confira: Trem Brasília-Luziânia também passará por Formosa

Como Formosa é vista

Para os brasilienses Formosa é um forte ponto de turismo e entretenimento, onde há belas festas, paisagens e pontos turísticos. Uma cidade calma, movimentada e legal de se viver.

Realmente, muitos formosenses trabalham no DF e moram em Formosa por acreditar que aqui há mais segurança, menor custo de vida e entretenimento, mas há mesmo?

Na última gestão vimos uma cidade com várias obras, várias escolas sendo construídas, criação de quadras de esporte, mas tudo isso teve um custo. Nos últimos meses do mandato do antigo prefeito a cidade não obteve uma coleta de lixo satisfatória. No entanto, o prefeito deixou o saldo positivo em R$ 1 milhão.

Formosa em algumas décadas se tornará um centro comercial e turístico, não devemos denegrir nossas paisagens, não podemos aprovar a criação de fábricas antes de consultar a população.

Devemos buscar diante os políticos reinvindicações para uma melhor integração, transporte mais barato interligando Formosa com o Distrito Federal.

Zé Neto é eleito presidente da AMAB

08 fevereiro 2013 / Sem comentários

Aconteceu no início da semana (04) às 19hrs em Brasília, mais uma eleição da Associação dos Municípios Adjacentes à Brasília (AMAB), onde o prefeito de Planaltina de Goiás, José Olinto Neto - Zé Neto - foi eleito presidente da associação e o prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango foi eleito vice-presidente.

O prefeito de Planaltina, Zé Neto disse que está disponível para ser o presidente pelos próximos dois anos. Já o prefeito de Cristalina (GO), Luiz Atié afirmou que “nós precisamos de alguém que não tenha medo de enfrentar desafios que entre na briga para trazer benefícios para os municípios de da Região Metropolitana de Brasília”.

Hildo do Candango afirmou que ser eleito como vice-presidente da AMAB é um privilégio e uma grande responsabilidade. “Agradeço pela confiança depositada em mim e eu te garanto que vou trabalhar junto com o Zé Neto para trazer melhorias para a nossa região”.

Vários prefeitos marcaram presença no evento, entre eles o da Cidade Ocidental (GO) Gisele Cristina Araujo, de Formosa (GO) Itamar Barreto, Mimoso de Goiás (GO) Rosana Balestra, de Padre Bernardo (GO) Claudiênio, do Valparaíso de Goiás (GO) Lucimar Conceiçao e de Cabeceira Grande (MG) Odilon de Oliveira

A AMAB abrange 22 prefeituras, 16 de Goiás e 3 em Minas Gerais. É formada por um grupo de executivos que juntos administram R$ 200 milhões mensais, e contempla uma região que tem mais de 2 milhões de habitantes e 800 mil eleitores.


<adaptado de:Assessoria de imprensa da Prefeitura de Águas Lindas de Goiás/Ascom>


Gestão Pública em Brasília foi o curso mais procurado do Sisu

15 janeiro 2013 / Sem comentários
O curso de Gestão Pública do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB) foi o mais procurado na primeira edição deste ano do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com 12.221 inscritos disputando 45 vagas. Em seguida, aparece o curso de medicina, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), com 12.216 inscritos concorreram a 127 vagas. Em terceiro lugar, ficou o curso de medicina da Univerisade Federal do Ceará (UFC) - com 11.825 candidatos para 160 vagas. Os resultados estão disponíveis na página do programa.

Entre as universidades, a mais disputada foi a UFC, com 133.923 inscritos para 6.258 vaga, seguida pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com 115.794 inscritos para 4.745 vagas, e a Universidade Federal Fluminense (UFF), com 95.247 inscritos para 4.789 vagas.

Os alunos aprovados devem providenciar a matrícula entre os dias 18 e 22 deste mês. A segunda chamada será divulgada no próximo dia 28, com matrículas de 1º a 5 de fevereiro. Ao todo, 1.949.958 candidatos disputaram 129.319 vagas em 3.752 cursos. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), houve crescimento de 11% no número de inscritos em relação ao ano passado, quando o sistema registrou 1.757.399 inscritos. Na primeira edição deste ano do Sisu, participaram 101 instituições públicas de ensino superior.

"O ensino médio é a prioridade deste ano. Quando não avança no Brasil, como aconteceu no Ideb [índice que mede a qualidade da educação básica], é um indicador de retrocesso," disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Entre as medidas para fazer esta etapa do ensino voltar a crescer, o ministro informou que está previsto o redesenho curricular e o estímulo ao ensino médio em tempo integral. Foi registrada uma média de 15 inscritos por vaga no Sisu. "Há uma demanda muito maior que a capacidade de oferta. Nós temos um tsunami por educação no Brasil", disse.

Na primeira edição do Sisu com a Lei de Cotas em vigor, o desempenho dos candidatos cotistas foi semelhante ao dos alunos inscritos na ampla concorrência. Em comparativo divulgado pelo MEC, a nota de corte dos alunos cotistas em medicina (geral) ficou em 761,67 pontos, enquando a nota de corte da ampla concorrência foi 787,56 pontos. Para pedagogia, por exemplo, a nota de corte dos cotistas ficou em 591,58, e a da ampla concorrência, 598,08 pontos.

Com a reserva progressiva de vagas em quatro anos, a Lei de Cotas destina em 2013 12,5% do total de vagas do ensino superior para estudantes que concluíram o ensino médio na rede pública. A lei prevê uma subcota para alunos com renda familiar igual ou inferior a 1,5 salário mínimo, além de garantir o acesso de alunos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. Em 2014, o percentual de reserva sobe para 25% do total. Em 2015, serão 37,5%, e em 30 de agosto de 2016 completa o prazo para o cumprimento total da lei, com 50% das vagas reservadas.

Para Mercadante, o desafio vai ser maior do terceiro para o quarto ano, quando concluirá o acesso de metade dos estudantes por meio das cotas. "Cada vez que aumenta, o topo do ensino público que tem qualidade vai caindo. Nós temos três anos para trabalhar intensamente para garantir que o ensino médio avance", destacou.

O ministro reiterou a oferta de bolsa assistência, já no início do semestre letivo, aos cotistas. Os estudantes de cursos com duração acima de cinco horas e aprovados por meio de cotas, cuja renda familiar é igual ou inferior a 1,5 salário mínimo, terão direito a uma auxílio mensal de R$ 400. A manutenção da ajuda, segundo Mercadante, é vinculada ao desempenho do aluno.

Os candidatos que não foram selecionados nas duas primeiras convocações ainda terão mais uma chance. Eles podem aderir à lista de espera para concorrer às vagas remanescentes. Para isso, precisa acessar, no site do programa, o boletim do candidato e clicar no ícone que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu.

A participação na lista de espera somente poderá ser feita na primeira opção de inscrição do candidato. O prazo de adesão vai de 28 deste mês a 8 de fevereiro. No dia 18 de fevereiro, ocorrerá a convocação, pelas instituições, dos candidatos da lista de espera.

Agência Brasil

Polícia detém quadrilha especializada em "saidinha de banco" que atuou em Formosa

11 janeiro 2013 / Sem comentários

Mais uma quadrilha foi desarticulada pela polícia civil em Brasília. Quadrilha que inclusive atuou em Formosa e ainda responde pelo crime.

Oito homens foram presos entre a tarde dessa quarta-feira (9/1) e a madrugada desta quinta-feira (10/1). Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil (Divicom), os suspeitos fazem parte de uma quadrilha especializada em saídas de bancos no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). As vítimas eram comerciantes clientes do Banco de Brasília (BRB) e realizavam saques em valores altos. Em três meses de atuação, eles roubaram cerca de R$ 300 mil. A polícia, no entanto, suspeita que eles já atuassem há mais tempo.

Segundo a polícia, os criminosos tinham informação de um caixa da agência, que avisava quando e quanto as vítimas iam sacar. Os suspeitos realizavam os roubos na saída da agência. De acordo com o delegado-chefe da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos (DRF/PCDF), Fernando César Costa, existe a suspeita de outros dois envolvidos.

Parte do grupo foi presa em Águas Lindas (GO) e, com a quadrilha, a polícia apreendeu cerca de R$ 20 mil, duas pistolas calibre ponto 40 - uma delas roubada da Polícia Militar -, uma pistola 9mm, uma pistola calibre 380 e um revólver calibre .38. Além das armas, foram recolhidos dois veículos Saveiros, um Corsa, um Siena, um Golf, um Ford Ka, oito celulares, um laptop, três sons automotivos, cerca de 1,5kg de maconha e duas balanças de precisão.

O caixa do banco suspeito de repassar a informação para os assaltantes foi preso em casa, no Riacho Fundo I, na noite de ontem.

O líder do bando, Thiago Freire Rodrigues, e um comparsa, Rafael do Nascimento da Silva, já respondiam por um roubo a banco em Formosa (GO), onde eles sequestraram o gerente e a família durante a ação. Todos os outros também possuem passagem pela polícia. O grupo vai responder por assalto a mão armada, tentativa de latrocínio, porte de arma, formação de quadrilha, roubo, furto e receptação de veículos.

A assessoria do BRB informa que o banco se coloca à disposição para prestar quaisquer informações à Secretaria de Segurança e à Justiça. O empregado envolvido na prisão deve ser demitido.

Fonte: Correio Braziliense 

Trem Brasília-Luziânia também passará por Formosa

28 dezembro 2012 / Sem comentários

Foi lançado hoje, edital de licitação para contratar uma empresa para o transporte ferroviário, o investimento está avaliado em R$ 2 milhões.

A empresa que for contratada fará um estudo técnico sobre viabilidade econômica, operacional e ambiental para o transporte enter Luziânia (GO) e Brasília (DF). Hoje a ferrovia é usada para o transporte de cargas. O projeto é que o trem tenha quatro vagões e cada composição leve 800 pessoas, o que deve beneficiar 500 mil moradores do entorno. 
Linha Férrea Brasília-Luziânia C. Brasiliense

O transporte hoje é feito principalmente por meio de carros, causando grandes engarrafamentos e um número alto de acidentes.

"O entorno de Brasília já conta com trilhos para ligar as cidades. Com isso, o custo da realização do projeto será menor. Vamos retirar cerca de 40 mil carros das vias que ligam Luziânia a Brasília - contribuindo positivamente também com a diminuição dos riscos de acidentes nas rodovias", afirmou o diretor-superintendente da Sudeco, Marcelo Dourado.

Para a implementação do projeto,será utilizado o Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO). De acordo com o diretor-superintendente da Sudeco, Marcelo Dourado, o transporte não polui, é 100% sustentável e poderá atender a 560 mil pessoas.“Estamos otimistas com o projeto. Os trilhos estão em bom estado e não deixarão de transportar as cargas”, explica.

PREVISÃO
O projeto inicial Luziânia-Brasília possivelmente começará em 2014, a previsão é que se faça um arco ferroviário entre Formosa (GO), passando por Planaltina (DF) com destino à estação ferroviária em Brasília (DF).

Também será implementado uma ferrovia que ligará Brasília-Anápolis-Goiânia.

Confira os gráficos do futuro sistema de trens, que utiliza o modelo ferroviário adotado pela capital francesa como solução para interligar o Distrito Federal e o Entorno. O Grand Paris (com uma extensão de 175km de ferrovias) circunda os arredores da Cidade Luz e promove o transporte de quem mora nas regiões mais afastadas ou em localidades próximas.
Modelo da linha Formosa-Brasília (clique na imagem para aumentar)

Itamar Barreto na residência oficial do GDF

24 dezembro 2012 / Sem comentários

Há poucos dias antes da posse, Itamar e prefeitos do Entorno se reuniram vcom o Governador Agnelo Queiroz para estreitar laços.

O governador Agnelo Queiroz e o secretário do Entorno, Arquicelso Bites, receberam dia 21 de novembro prefeitos de 11 municípios da Região Metropolitana de Brasília em um almoço na residência oficial de Águas Claras. A reunião teve o objetivo de estreitar os laços do DF com os municípios vizinhos e reafirmar a disposição do Governo do Distrito Federal em solucionar problemas comuns às duas regiões, com destaque para a área de Saúde.

No encontro com os 11 prefeitos – nove foram eleitos em outubro passado –, Agnelo Queiroz destacou a disposição do GDF em ampliar ações e investimentos na Região Metropolitana em parceria com o governo federal e de Goiás.

Sem exclusão de áreas merecedoras de atenção, como Segurança, a prioridade será dada ao setor de Saúde. Neste sentido, ficou agendado para a segunda quinzena de janeiro um encontro entre os secretários do Entorno e de Saúde do Distrito Federal com prefeitos e secretários de Saúde dos municípios goianos.

Indicadores – Uma das ferramentas que auxiliarão a ação dos governos no Entorno será a extensão de pesquisas domiciliares da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) aos municípios vizinhos. O entendimento entre a companhia e as secretarias do Entorno do DF e de Goiás permitirá o levantamento de indicadores como emprego e desemprego, importantes para a elaboração de políticas públicas mais eficazes na região.

Além do presidente da Codeplan, Júlio Miragaya, estiveram presentes ao almoço o deputado federal Roberto Policarpo e os prefeitos de Valparaíso, Cidade Ocidental, Luziânia, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto, Águas Lindas, Formosa, Alexânia, Padre Bernardo, Planaltina de Goiás e Cristalina.

Com informações da Agência Brasília

Maus tratos com animais no DF aumenta

17 dezembro 2012 / Sem comentários

Apenas nos seis primeiros meses de 2012 foram registradas no Distrito Federal , 49 ocorrências de maus-tratos contra animais. O número é maior que o registrado em todo o ano de 2011, quando foram 46 ocorrências.

Casos de espancamento e envenenamento estão entre os que mais chocam. Em samambaia, região administrativa do DF, uma sequência de mortes de cães envenenados foi alvo de denúncias da população. Em 2011, o caso do cão da raça yorkshire morto depois de ser brutalmente agredido pela dona, em Formosa (GO), chegou aos noticiários nacionais.

Maltratar animais é crime, mas muita gente parece desconhecer isso ou não acreditar na Justiça. O que também preocupa as entidades protetoras dos animais é o grande número de casos de abandono.

As ONGs que lutam pelo direito dos animais estimam que existam no DF 20 mil cães e gatos abandonados. Muitos acabam morrendo atropelados e outros de doenças.

Os que ficam pelas ruas, são encaminhados para o Centro de Zoonoses. Lá, os saudáveis são encaminhados para adoção e os doentes e os que não conseguem um dono, são mortos, o que poderia ser evitado com a castração dos animais de rua ou a guarda responsável.
Fonte: R7