Menu

Vendo "Older Posts"

Vendo "Distrito Federal"

Mais uma pessoa foi queimada nas ruas da capital federal

15 outubro 2013 / Sem comentários
Mais uma pessoa foi queimada nas ruas da capital federal. Segundo a Polícia Civil, a vítima é Felipe Aragão da Silva, de 23 anos, que foi queimado na madrugada de hoje (14). Investigadores da 5ª Delegacia de Polícia ainda estão apurando se Silva é morador de rua e tentando identificar o responsável ou responsáveis pelo crime.

Segundo a Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Silva teve 27% do corpo queimados. O fogo atingiu principalmente os braços, as pernas, o pescoço e parte do rosto da vítima. Apesar de o quadro clínico do rapaz se manter estável, o caso é considerado grave. O caso ocorreu na Asa Norte, bairro central de Brasília. Foi a própria vítima quem buscou socorro no Hospital Regional da Asa Norte (Hran), onde está internada na ala de queimados.

Em agosto deste ano, o morador de rua Edivan da Lima Silva, 48 anos, morreu após ter o corpo queimado enquanto dormia em uma rua do Guará, região administrativa do DF. Há 16 anos, o caso do índio Galdino Jesus dos Santos chocou o país. Galdino morreu após um grupo de adolescentes atear fogo em seu corpo enquanto ele dormia em um ponto de ônibus na Asa Sul, a poucos quilômetros da Esplanada dos Ministérios.

Edição: Carolina Pimentel
Repórter: Alex Rodrigues
Fonte: Agência Brasil

Formosa não possui interligação com Brasília

15 fevereiro 2013 / 2 Comments
Formosa cresceu de pontos de paradas para bandeirantes para uma das maiores do Entorno de Brasília. Com sua posição estratégica entre o Distrito Federal e Goiás está se consolidando um polo residencial e agroindustrial.

Segundos dados do IBGE, Formosa hoje é a 9º maior cidade de Goiás e continua com crescimento acelerado.

Situada há uma hora e meia do centro de Brasília - que têm ligações com o comércio mundial – não se têm uma ligação ferroviária ou transporte barato. Mesmo assim, Formosa tem fortes laços com a capital do Brasil, sendo considerada por moradores de Brasília como uma cidade de morar por não oferecer emprego.

Professores, médicos, empresários e outros, recorrem a capital para ganhar mais.

Transporte 
Por ônibus custa em média R$ 30 de carro chega a custar R$ 60. Um projeto que começará a ser construído em 2014 prevê a interligação do Distrito Federal com Formosa e Planaltina, mas não há nada oficial. Até lá teremos muitas promessas e jogo de política.

Confira: Trem Brasília-Luziânia também passará por Formosa

Como Formosa é vista

Para os brasilienses Formosa é um forte ponto de turismo e entretenimento, onde há belas festas, paisagens e pontos turísticos. Uma cidade calma, movimentada e legal de se viver.

Realmente, muitos formosenses trabalham no DF e moram em Formosa por acreditar que aqui há mais segurança, menor custo de vida e entretenimento, mas há mesmo?

Na última gestão vimos uma cidade com várias obras, várias escolas sendo construídas, criação de quadras de esporte, mas tudo isso teve um custo. Nos últimos meses do mandato do antigo prefeito a cidade não obteve uma coleta de lixo satisfatória. No entanto, o prefeito deixou o saldo positivo em R$ 1 milhão.

Formosa em algumas décadas se tornará um centro comercial e turístico, não devemos denegrir nossas paisagens, não podemos aprovar a criação de fábricas antes de consultar a população.

Devemos buscar diante os políticos reinvindicações para uma melhor integração, transporte mais barato interligando Formosa com o Distrito Federal.

Zé Neto é eleito presidente da AMAB

08 fevereiro 2013 / Sem comentários

Aconteceu no início da semana (04) às 19hrs em Brasília, mais uma eleição da Associação dos Municípios Adjacentes à Brasília (AMAB), onde o prefeito de Planaltina de Goiás, José Olinto Neto - Zé Neto - foi eleito presidente da associação e o prefeito de Águas Lindas de Goiás, Hildo do Candango foi eleito vice-presidente.

O prefeito de Planaltina, Zé Neto disse que está disponível para ser o presidente pelos próximos dois anos. Já o prefeito de Cristalina (GO), Luiz Atié afirmou que “nós precisamos de alguém que não tenha medo de enfrentar desafios que entre na briga para trazer benefícios para os municípios de da Região Metropolitana de Brasília”.

Hildo do Candango afirmou que ser eleito como vice-presidente da AMAB é um privilégio e uma grande responsabilidade. “Agradeço pela confiança depositada em mim e eu te garanto que vou trabalhar junto com o Zé Neto para trazer melhorias para a nossa região”.

Vários prefeitos marcaram presença no evento, entre eles o da Cidade Ocidental (GO) Gisele Cristina Araujo, de Formosa (GO) Itamar Barreto, Mimoso de Goiás (GO) Rosana Balestra, de Padre Bernardo (GO) Claudiênio, do Valparaíso de Goiás (GO) Lucimar Conceiçao e de Cabeceira Grande (MG) Odilon de Oliveira

A AMAB abrange 22 prefeituras, 16 de Goiás e 3 em Minas Gerais. É formada por um grupo de executivos que juntos administram R$ 200 milhões mensais, e contempla uma região que tem mais de 2 milhões de habitantes e 800 mil eleitores.


<adaptado de:Assessoria de imprensa da Prefeitura de Águas Lindas de Goiás/Ascom>


Gestão Pública em Brasília foi o curso mais procurado do Sisu

15 janeiro 2013 / Sem comentários
O curso de Gestão Pública do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB) foi o mais procurado na primeira edição deste ano do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com 12.221 inscritos disputando 45 vagas. Em seguida, aparece o curso de medicina, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), com 12.216 inscritos concorreram a 127 vagas. Em terceiro lugar, ficou o curso de medicina da Univerisade Federal do Ceará (UFC) - com 11.825 candidatos para 160 vagas. Os resultados estão disponíveis na página do programa.

Entre as universidades, a mais disputada foi a UFC, com 133.923 inscritos para 6.258 vaga, seguida pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com 115.794 inscritos para 4.745 vagas, e a Universidade Federal Fluminense (UFF), com 95.247 inscritos para 4.789 vagas.

Os alunos aprovados devem providenciar a matrícula entre os dias 18 e 22 deste mês. A segunda chamada será divulgada no próximo dia 28, com matrículas de 1º a 5 de fevereiro. Ao todo, 1.949.958 candidatos disputaram 129.319 vagas em 3.752 cursos. De acordo com o Ministério da Educação (MEC), houve crescimento de 11% no número de inscritos em relação ao ano passado, quando o sistema registrou 1.757.399 inscritos. Na primeira edição deste ano do Sisu, participaram 101 instituições públicas de ensino superior.

"O ensino médio é a prioridade deste ano. Quando não avança no Brasil, como aconteceu no Ideb [índice que mede a qualidade da educação básica], é um indicador de retrocesso," disse o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Entre as medidas para fazer esta etapa do ensino voltar a crescer, o ministro informou que está previsto o redesenho curricular e o estímulo ao ensino médio em tempo integral. Foi registrada uma média de 15 inscritos por vaga no Sisu. "Há uma demanda muito maior que a capacidade de oferta. Nós temos um tsunami por educação no Brasil", disse.

Na primeira edição do Sisu com a Lei de Cotas em vigor, o desempenho dos candidatos cotistas foi semelhante ao dos alunos inscritos na ampla concorrência. Em comparativo divulgado pelo MEC, a nota de corte dos alunos cotistas em medicina (geral) ficou em 761,67 pontos, enquando a nota de corte da ampla concorrência foi 787,56 pontos. Para pedagogia, por exemplo, a nota de corte dos cotistas ficou em 591,58, e a da ampla concorrência, 598,08 pontos.

Com a reserva progressiva de vagas em quatro anos, a Lei de Cotas destina em 2013 12,5% do total de vagas do ensino superior para estudantes que concluíram o ensino médio na rede pública. A lei prevê uma subcota para alunos com renda familiar igual ou inferior a 1,5 salário mínimo, além de garantir o acesso de alunos autodeclarados pretos, pardos ou indígenas. Em 2014, o percentual de reserva sobe para 25% do total. Em 2015, serão 37,5%, e em 30 de agosto de 2016 completa o prazo para o cumprimento total da lei, com 50% das vagas reservadas.

Para Mercadante, o desafio vai ser maior do terceiro para o quarto ano, quando concluirá o acesso de metade dos estudantes por meio das cotas. "Cada vez que aumenta, o topo do ensino público que tem qualidade vai caindo. Nós temos três anos para trabalhar intensamente para garantir que o ensino médio avance", destacou.

O ministro reiterou a oferta de bolsa assistência, já no início do semestre letivo, aos cotistas. Os estudantes de cursos com duração acima de cinco horas e aprovados por meio de cotas, cuja renda familiar é igual ou inferior a 1,5 salário mínimo, terão direito a uma auxílio mensal de R$ 400. A manutenção da ajuda, segundo Mercadante, é vinculada ao desempenho do aluno.

Os candidatos que não foram selecionados nas duas primeiras convocações ainda terão mais uma chance. Eles podem aderir à lista de espera para concorrer às vagas remanescentes. Para isso, precisa acessar, no site do programa, o boletim do candidato e clicar no ícone que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu.

A participação na lista de espera somente poderá ser feita na primeira opção de inscrição do candidato. O prazo de adesão vai de 28 deste mês a 8 de fevereiro. No dia 18 de fevereiro, ocorrerá a convocação, pelas instituições, dos candidatos da lista de espera.

Agência Brasil

Polícia detém quadrilha especializada em "saidinha de banco" que atuou em Formosa

11 janeiro 2013 / Sem comentários

Mais uma quadrilha foi desarticulada pela polícia civil em Brasília. Quadrilha que inclusive atuou em Formosa e ainda responde pelo crime.

Oito homens foram presos entre a tarde dessa quarta-feira (9/1) e a madrugada desta quinta-feira (10/1). Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil (Divicom), os suspeitos fazem parte de uma quadrilha especializada em saídas de bancos no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). As vítimas eram comerciantes clientes do Banco de Brasília (BRB) e realizavam saques em valores altos. Em três meses de atuação, eles roubaram cerca de R$ 300 mil. A polícia, no entanto, suspeita que eles já atuassem há mais tempo.

Segundo a polícia, os criminosos tinham informação de um caixa da agência, que avisava quando e quanto as vítimas iam sacar. Os suspeitos realizavam os roubos na saída da agência. De acordo com o delegado-chefe da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos (DRF/PCDF), Fernando César Costa, existe a suspeita de outros dois envolvidos.

Parte do grupo foi presa em Águas Lindas (GO) e, com a quadrilha, a polícia apreendeu cerca de R$ 20 mil, duas pistolas calibre ponto 40 - uma delas roubada da Polícia Militar -, uma pistola 9mm, uma pistola calibre 380 e um revólver calibre .38. Além das armas, foram recolhidos dois veículos Saveiros, um Corsa, um Siena, um Golf, um Ford Ka, oito celulares, um laptop, três sons automotivos, cerca de 1,5kg de maconha e duas balanças de precisão.

O caixa do banco suspeito de repassar a informação para os assaltantes foi preso em casa, no Riacho Fundo I, na noite de ontem.

O líder do bando, Thiago Freire Rodrigues, e um comparsa, Rafael do Nascimento da Silva, já respondiam por um roubo a banco em Formosa (GO), onde eles sequestraram o gerente e a família durante a ação. Todos os outros também possuem passagem pela polícia. O grupo vai responder por assalto a mão armada, tentativa de latrocínio, porte de arma, formação de quadrilha, roubo, furto e receptação de veículos.

A assessoria do BRB informa que o banco se coloca à disposição para prestar quaisquer informações à Secretaria de Segurança e à Justiça. O empregado envolvido na prisão deve ser demitido.

Fonte: Correio Braziliense 

Trem Brasília-Luziânia também passará por Formosa

28 dezembro 2012 / Sem comentários

Foi lançado hoje, edital de licitação para contratar uma empresa para o transporte ferroviário, o investimento está avaliado em R$ 2 milhões.

A empresa que for contratada fará um estudo técnico sobre viabilidade econômica, operacional e ambiental para o transporte enter Luziânia (GO) e Brasília (DF). Hoje a ferrovia é usada para o transporte de cargas. O projeto é que o trem tenha quatro vagões e cada composição leve 800 pessoas, o que deve beneficiar 500 mil moradores do entorno. 
Linha Férrea Brasília-Luziânia C. Brasiliense

O transporte hoje é feito principalmente por meio de carros, causando grandes engarrafamentos e um número alto de acidentes.

"O entorno de Brasília já conta com trilhos para ligar as cidades. Com isso, o custo da realização do projeto será menor. Vamos retirar cerca de 40 mil carros das vias que ligam Luziânia a Brasília - contribuindo positivamente também com a diminuição dos riscos de acidentes nas rodovias", afirmou o diretor-superintendente da Sudeco, Marcelo Dourado.

Para a implementação do projeto,será utilizado o Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO). De acordo com o diretor-superintendente da Sudeco, Marcelo Dourado, o transporte não polui, é 100% sustentável e poderá atender a 560 mil pessoas.“Estamos otimistas com o projeto. Os trilhos estão em bom estado e não deixarão de transportar as cargas”, explica.

PREVISÃO
O projeto inicial Luziânia-Brasília possivelmente começará em 2014, a previsão é que se faça um arco ferroviário entre Formosa (GO), passando por Planaltina (DF) com destino à estação ferroviária em Brasília (DF).

Também será implementado uma ferrovia que ligará Brasília-Anápolis-Goiânia.

Confira os gráficos do futuro sistema de trens, que utiliza o modelo ferroviário adotado pela capital francesa como solução para interligar o Distrito Federal e o Entorno. O Grand Paris (com uma extensão de 175km de ferrovias) circunda os arredores da Cidade Luz e promove o transporte de quem mora nas regiões mais afastadas ou em localidades próximas.
Modelo da linha Formosa-Brasília (clique na imagem para aumentar)

Itamar Barreto na residência oficial do GDF

24 dezembro 2012 / Sem comentários

Há poucos dias antes da posse, Itamar e prefeitos do Entorno se reuniram vcom o Governador Agnelo Queiroz para estreitar laços.

O governador Agnelo Queiroz e o secretário do Entorno, Arquicelso Bites, receberam dia 21 de novembro prefeitos de 11 municípios da Região Metropolitana de Brasília em um almoço na residência oficial de Águas Claras. A reunião teve o objetivo de estreitar os laços do DF com os municípios vizinhos e reafirmar a disposição do Governo do Distrito Federal em solucionar problemas comuns às duas regiões, com destaque para a área de Saúde.

No encontro com os 11 prefeitos – nove foram eleitos em outubro passado –, Agnelo Queiroz destacou a disposição do GDF em ampliar ações e investimentos na Região Metropolitana em parceria com o governo federal e de Goiás.

Sem exclusão de áreas merecedoras de atenção, como Segurança, a prioridade será dada ao setor de Saúde. Neste sentido, ficou agendado para a segunda quinzena de janeiro um encontro entre os secretários do Entorno e de Saúde do Distrito Federal com prefeitos e secretários de Saúde dos municípios goianos.

Indicadores – Uma das ferramentas que auxiliarão a ação dos governos no Entorno será a extensão de pesquisas domiciliares da Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) aos municípios vizinhos. O entendimento entre a companhia e as secretarias do Entorno do DF e de Goiás permitirá o levantamento de indicadores como emprego e desemprego, importantes para a elaboração de políticas públicas mais eficazes na região.

Além do presidente da Codeplan, Júlio Miragaya, estiveram presentes ao almoço o deputado federal Roberto Policarpo e os prefeitos de Valparaíso, Cidade Ocidental, Luziânia, Novo Gama, Santo Antônio do Descoberto, Águas Lindas, Formosa, Alexânia, Padre Bernardo, Planaltina de Goiás e Cristalina.

Com informações da Agência Brasília

Maus tratos com animais no DF aumenta

17 dezembro 2012 / Sem comentários

Apenas nos seis primeiros meses de 2012 foram registradas no Distrito Federal , 49 ocorrências de maus-tratos contra animais. O número é maior que o registrado em todo o ano de 2011, quando foram 46 ocorrências.

Casos de espancamento e envenenamento estão entre os que mais chocam. Em samambaia, região administrativa do DF, uma sequência de mortes de cães envenenados foi alvo de denúncias da população. Em 2011, o caso do cão da raça yorkshire morto depois de ser brutalmente agredido pela dona, em Formosa (GO), chegou aos noticiários nacionais.

Maltratar animais é crime, mas muita gente parece desconhecer isso ou não acreditar na Justiça. O que também preocupa as entidades protetoras dos animais é o grande número de casos de abandono.

As ONGs que lutam pelo direito dos animais estimam que existam no DF 20 mil cães e gatos abandonados. Muitos acabam morrendo atropelados e outros de doenças.

Os que ficam pelas ruas, são encaminhados para o Centro de Zoonoses. Lá, os saudáveis são encaminhados para adoção e os doentes e os que não conseguem um dono, são mortos, o que poderia ser evitado com a castração dos animais de rua ou a guarda responsável.
Fonte: R7

Homicídios no Entorno diminuem pela metade

04 dezembro 2012 / Sem comentários

O Gabinete de Gestão de Segurança do Entorno do Distrito Federal, vinculado à Secretaria de Segurança Pública e Justiça, registrou queda de 50% nos homicídios no Entorno quando comparados os meses de novembro e outubro deste ano. Já no comparativo dos meses de novembro de 2012 e 2011 foi registrada queda de aproximadamente 35%. No mês passado ocorreram 42 assassinatos nessa localidade.

Neste último mês o Entorno Sul – que envolve os municípios de Valparaíso, Luziânia, Santo Antônio do Descoberto, Novo Gama, Cristalina e Cidade Ocidental – recebeu a Operação Martelo e Bigorna. Houve bloqueios na BR-040 e DF-290. A ação envolveu policiais militares goianos e a Força Nacional de Segurança, com o apoio da Polícia Civil e Polícia-Técnico Científica.

De acordo com o chefe do Gabinete de Segurança, coronel Divino Efigênio de Almeida, foram apreendidas somente no Entorno Sul 16 armas de fogo. Em todo o Entorno do Distrito Federal foram apreendidas 34 armas, recuperados 84 veículos roubados/furtados, realizadas 25 apreensões de drogas, presas 28 pessoas em flagrante e recapturados 20 foragidos da Justiça.
Fonte: Goiás Agora

XII Encontro de folia de reis no Distrito Federal

/ Sem comentários
O encontro faz parte do calendário de eventos do Distrito Federal, é considerado uma dos maiores eventos de cultura popular no planalto central. 
Reprodução/Brasilia Agenda
O XII encontro será realizado na Casa do Cantador (Ceilândia/DF), um reduto da cultura nordestina no Distrito Federal, com shows com grandes nomes da música caipira de raiz, como Zé Mulato e Cassiano, Kleuton e Karen, André e Andrade, Vanderley e Valtercy, dentre outros. A abertura ficará por conta de Roberto Correa (DF) e Alceu Valença, em uma fusão de cultura popular do centro-sul com a cultura popular e brasileira.

Entrada Franca
Classificação indicativa livre

Programação

6 de dezembro (Quinta-feira).

Palco


20h30 – Folia de Reis João Timóteo (Ceilândia/DF) e encontro de bandeiras.

21h – Shows de abertura: ROBERTO CORREA (DF) – ALCEU VALENÇA.

7 de dezembro (Sexta-feira).

Palco

12 às 14h – Shows FOLIÕES e CONVIDADOS – VOLMI BATISTA (DF) – VALDENOR e ISMAEL PEREIRA (Repentistas-DF).

19h – Representação da Chegada dos Três Reis Magos e Encontro das Bandeiras

19h30 – Apresentações das Folias de Reis e danças populares.

21h30 – Shows DAYANE REYS (DF) – CHICO DE ASSIS e ISMAEL PEREIRA (Repentistas/DF) – GALVAN e GALVÃOZINHO (GO) – ANDRÉ e ANDRADE (GO).

8 de dezembro (Sábado).

12 às 14h – Shows FOLIÕES E CONVIDADOS – KLEUTON E KAREN (DF) – MACEDO E MARIANO (DF).

18h30 – Apresentações das Folias de Reis e danças populares

21h – Bendito de Mesa (Canto de agradecimento)

21h30 – Shows VANDERLEY e VALTECY (DF) – DYEGO e GUSTAVO (DF) – ZÉ MULATO e CASSIANO (DF) – ELIANE DI PAULA e ALCIMAR (DF).

9 de dezembro (Domingo).

Palco

12 às 14h – Shows FOLIÕES e CONVIDADOS – ÊNIO LIMA e GUSTAVO NETO (DF) – JOÃO SANTANA e VALDENOR (Repentistas-DF) – PAULO CRUZ e ZÉ EDUARDO (SP).

14h30 - Despedida das Folias de Reis e danças populares

16h – Shows de Encerramento Fábio Miranda (DF) em “Caravana Solidão” – Projeto BICHO D’ÁGUA em “Cantando as Águas do Chico” (Mamulengo Fuzuê e Grupo Paraibola).

FOLIAS PARTICIPANTES por ordem de apresentação

1-Os Filhos do Urucuia (Urucuia/MG)

2-Folia de Reis dos Piuí (Dom Bosco/MG)

3-Folia de Reis Tradicional (Formosa/GO)

4-Folia de Reis do Pedregal Minas-Goiás (Novo Gama/GO)

5-Folia de Santos Reis (Silvânia/GO)

6-Grupo de Catira e Folia de Reis Irmãos Vieira (Novo Gama/GO)

7-Folia de Reis Minas-Brasília (Gama/DF)

8-Folia de Reis João Timóteo (João Pinheiro/MG)

9-Folia de Reis Devotos dos Magos (Unaí/MG)

10-Folia de Reis de Cristalina (Cristalina/GO)

11-Folia de Reis dos Figueiredos (Bonito/MG)

12-Folia de Reis Tradicional (Arinos/MG)

13-Folia de Reis de Brazlândia (Brazlândia/DF)

14-Folia de Reis de São Francisco (São Francisco/MG)

15-Grupo Renovação e União (Planaltina/GO)

16-Folia de Seis Vozes A Viagem dos Magos (Sagarana - Arinos/MG)

17-Folia de Reis de Bebedouro (Bebedouro/BA)

18-Folia de Reis de Água Fria (Água Fria//GO)

19-Folia de Reis Saudade do Interior (São Sebastião/DF)

20-Folia de Reis Unidos na Fé (Planaltina/DF)

21-Folia Mirim Nova Geração (Urucuia MG)

22-Folia de Quatro Vozes (Sagarana – Arinos/MG)

23-Folia de Reis Estrela da Guia (Granja do Torto/DF)

Data:  06.12.12 a 09.12.12

Horário:  De quinta a domingo, das 9h às 21h30.

Local:  Casa do Cantador (QNN 32 – Área Especial – Ceilândia Sul) 

Com informações do Brasília Agenda

Menor acusado de matar grávida de 12 anos foi recolhido para o CASE de Formosa

29 novembro 2012 / Sem comentários

Um menor de 17 anos foi apreendido pela polícia acusado de matar uma jovem grávida de 12 anos dia 15 de novembro, em Águas Lindas de Goiás. De acordo com Fernando Augusto Gama, chefe da delegacia da cidade, o jovem faz parte de uma gangue no bairro.

Segundo o delegado, o bairro foi divido em duas partes pelas gangues que lideravam o tráfico na região. Com o intuito de apossarem de um território específico, eles passaram atirando avisando que as pessoas não deveriam ficar naquele local.

O delegado relatou ainda que, em um desses avisos, um tiro atingiu a jovem e outras pessoas que estavam no local.

O menor havia sido apontado por testemunhas como autor dos disparos. Após ser apreendido ele confessou o crime. A informação só divulgada nesta quarta-feira (28) porque outros dois homens que teriam participado do crime estão foragidos e a informação poderia atrapalhar as investigações.

De acordo com o delegado, o menor já foi recolhido para o Case (Centro de Atendimento Socioeducativo) de Formosa (GO), região do Entorno do DF.

Mesmo após a morte da mãe de 12 anos, o bebê sobreviveu e está internado no Hospital Regional de Ceilândia.
Com informações da TV Record

Desembargador Federal possivelmente alcoolizado causa acidente na L2

25 novembro 2012 / Sem comentários
Reprodução/Correio Braziliense
Um acidente que envolveu três carros, na altura da 409, no fim da tarde de sábado (24/11), interditou duas pistasem Brasília/DF

Segundo testemunhas, o homem tinha se identificado aos policiais como desembargador e segundo o CORREIO BRAZILIENSE o desembargador estava visivelmente embriagado.

Por causa do cargo de exerce não pode ser encaminhado à delegacia, pois seria necessária uma ordem de prisão escrita por um juiz.

O desembargador estava em um Fiat 500 azul na L2 quando colidiu pela primeira vez um Peugeot 207 cinza escuro. A motorista que conduzia o carro freou, mas o Fiat 500 continuou acelerando e bateu no carro novamente.

Isso se repetiu por três vezes, até que o Peugeot colidiu com um carro que ficava a 100 metros da primeira batida.

A mulher do desembargador foi busca-lo e um funcionário foi encaminhado ao local para resolver a remoção dos carros e acionamento do seguro. O juiz não realizou teste do bafômetro.

DF e Goiás se uniram pelo desenvolvimento do Entorno

22 novembro 2012 / Sem comentários

O governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz, acompanhado de sua esposa, Ilza Queiroz, assinou na terça-feira acordo de cooperação técnica com o Governo de Goiás. Esse é considerado a primeira fase para promover o desenvolvimento da Região Metropolitana de Brasília. O evento marcou o encerramento do seminário “Perspectivas para o Desenvolvimento da Área Metropolitana de Brasília” promovido pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan), juntamente com a Casa Civil.

De acordo com o governador do Distrito Federal, a integração do Governo do Distrito Federal com o Governo de Goiás promoverá a adoção de políticas públicas mais eficazes. “A solução dos problemas do DF deve passar pela integração das administrações que cuidam da região” argumentou o governador. “Esse acordo vai permitir à Codeplan fazer a Pesquisa Metropolitana por Amostra de Domicílios (PMAD) e a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED). Com isso, teremos dados concretos da região para orientar as ações dos governos do DF, Goiás e federal” completou.

Além do governador do Distrito Federal, assinaram o acordo André Clemente, representante do Governo de Goiás e secretário de Desenvolvimento do Entorno; O secretário do Entorno do DF, Arquicelso Bites; e o presidente da Codeplan, Júlio Miragaya.

Promovido pela Codeplan e com parceria da Casa Civil, o seminário reunir representantes de sociedade do Distrito Federal e Goiás em busca de soluções para o desenvolvimento na Região Metropolitana de Brasília.

A Área Metropolitana compreende, além do Distrito Federal, mais 10 municípios localizados no estado de Goiás (Planaltina, Formosa, Águas Lindas de Goiás, Padre Bernardo, Santo Antônio do Descoberto, Alexânia, Novo Gama, Valparaíso de Goiás, Cidade Ocidental e Luziânia).

Swedenberger Barbosa, secretário-chefe da Casa Civil, argumentou explicando que os projetos devem ser estudados por ambos os governos e com o apoio da Uniãoo, devido a grandiosidade das obras. “É preciso estudar alternativas em conjunto, propor as soluções também em âmbito federal, que é uma instância superior ao GDF e Goiás”, recomendou.

Júlio Miragaya, presidente da Codeplan, lembrou que construir um gasoduto na Região Metropolitana seria uma tática para trazer a industrialização e geração de empregos, uma vez que essa ideia já foi usada em diversas regiões brasileiras. “A principal causa do fosso econômico entre o DF e a Região Metropolitana é a falta de industrialização nessa última, o que levou à grande concentração de empregos na capital federal”, destacou.

População da Região Metropolitana do DF cresceu 455% em 30 anos

19 novembro 2012 / Sem comentários

A população da Região Metropolitana cresce de forma expressiva e, a cada dia, depende mais do Distrito Federal para existir. Estes habitantes passaram de 180 mil em 1980 para quase um milhão. Hoje, a cidades abrigam não só grande parte da mão de obra da capital federal, como parcela considerável dos consumidores do DF. “A população, em parte, trabalha aqui (no DF) e utiliza também os equipamentos públicos devido à proximidade”, destaca Júlio Miragaya, presidente da Companhia de Planejamento do DF (Codeplan).

De acordo com a companhia, na região são 370 mil ocupados, entretanto 60% se deslocam para o Distrito Federal diariamente para trabalhar. A doméstica Maria da Conceição do Nascimento, 54 anos, é um exemplo. Ela trabalha há dez anos em Brasília, mas mora em Santo Antônio do Descoberto (GO). Maria reclama de nunca ter encontrado um emprego no lugar em que vive. “Tenho que acordar às 6h20 para conseguir chegar ao serviço às 8h. Isto porque além dos engarrafamentos, falta transporte público de qualidade”, conta. A sensação da moradora é de viver em lugar abandonado: “É uma terra sem dono. Eu só moro lá porque o aluguel é mais barato do que no DF”, avalia. Ela gasta R$ 240 com moradia.

Desemprego - Nem todos conseguem uma chance no mercado, mesmo que no DF. A taxa de desemprego na Região Metropolitana é de 18%, ou seja, 80 mil desempregados. Enquanto no DF, o índice é de 12%. Cidades como Luziânia (GO) e Formosa (GO) começam a melhorar as perspectivas, mas outras localidades como Pedregal, pertencente a Novo Gama (GO), demonstra fragilidade na geração de emprego.

Cleide Borges, 40 anos, empregada doméstica, está insatisfeita com a falta de emprego e com a saúde pública. “Eu moro há dez anos no Pedregal, tenho três filhos e sempre tenho que recorrer ao Hospital do Gama”, relata. Ela confessa que se tivesse oportunidade de trabalhar no mesmo local onde mora, não hesitaria em aceitar. “Imagine se eu não ia aceitar poder acordar mais tarde e não precisar usar ônibus... Seria um sonho”, comenta Cleide.

O impressionante crescimento de 455% no número de habitantes da Região Metropolitana do Distrito Federal, em 32 anos, está fazendo com que os governos Federal, do DF e de Goiás pensem em saídas para tentar solucionar problemas decorrentes da falta de emprego e equipamentos públicos de qualidade para os moradores desta localidade. “Sabemos que este é um problema de investimento. Mas não é de responsabilidade de um governo só, mas de todos”, aponta Júlio Miragaya. Com essa perspectiva, o órgão promove a partir de segunda, em parceria com a Casa Civil do DF, um seminário com o objetivo de discutir perspectivas para o desenvolvimento da região.

Clica Brasília

Congestionamentos e problemas da BR-020 vão se estender até 2014

16 novembro 2012 / Sem comentários


Acidente fatal ocorrido no último sábado registrou mais de cinco quilômetros de engarrafamento na Estrada Parque Indústria de Abastecimento (Epia): fila de veículos ainda alcançou a BR-020 Os frequentes congestionamentos enfrentados pelos motoristas que saem da região norte do Distrito Federal e precisam acessar o Plano Piloto por meio da BR-020 e da DF-003 só devem chegar ao fim em meados de 2014. Essa é a previsão do fim das obras iniciadas para desafogar o tráfego na região, segundo a programação do Departamento de Estradas de Rodagem (DER). A promessa do órgão é que três projetos, cujo custo total está previsto em R$ 800 milhões, serão entregues no ano da Copa do Mundo (leia quadro). Entre as ações estão a construção de viadutos e marginais e a implementação do de um corredor exclusivo de ônibus. A extensão do metrô até a área também não está descartada, mas a intervenção depende da Companhia do Metropolitano do DF (Metrô-DF). Por enquanto, os condutores continuarão a perder horas do dia por causa dos engarrafamentos, principalmente entre o trecho do Balão do Colorado e a Ponte do Bragueto, no acesso ao Lago Norte. Boa parte do problema ocorre não só em razão dos congestionamentos recorrentes, mas pelas complicações ocasionadas por acidentes de trânsito, como ocorreu no último sábado. O motorista de um caminhão perdeu o controle do veículo na DF-003 e colidiu contra uma carreta, um ônibus e um carro. O caminhoneiro Valdir Alves da Cruz, 33 anos, morreu na hora. Foram registrados cinco quilômetros de retenção, que refletiu na BR-020.
Portal do Trânsito

Itamar, Argentina e Pedro Ivo na AMAB

15 novembro 2012 / Sem comentários


Planaltina de Goiás sediou nos dias 13 e 14 de novembro, o primeiro encontro de prefeitos da AMAB (Associação dos Municípios Adjacentes a Brasília) após as eleições municipais. No encontro foi discutido o futuro de suas administrações, para que eles possam assumir com tranquilidade.  O anfitrião da reunião foi o prefeito de Planaltina Zé Neto, que disse que é de suma importância o evento, pois a AMAB abrange 22 prefeituras em Minas Gerais e Goiás. Esse grupo de executivos reunidos administram 200 milhões de reais mensalmente, dois milhões de habitantes, com um eleitorado de 800 mil pessoas, e uma importante região produtora.
O evento contou como palestrante os senadores Gim Argelo, Senadora Lúcia Vânia, representante do Ministério do Trabalho, palestra com o representante do Instituto de Educação e Gestão Pública, Dr. Benedito Rocha, procurador do município.
Pedro Ivo participou do evento como Presidente da AMAB, discursou que a entidade está trabalhando com todos os municípios brasileiros exceto Rio de Janeiro e Espirito Santo. Ele falou que é uma grande luta, mas está na expectativa que a presidente Dilma não vete, pois os royalties trarão muitos recursos para muitas cidades de todo o Brasil, argumentou que outra luta da AMAB é que seja revertida às percas do IPI para que todas as prefeituras possam fechar as contas, e espera que o governo federal através da presidente possa realizar o sonho de todos os prefeitos.
Marcaram presença no encontro o Prefeito e vice eleitos de Formosa Itamar Barreto e Argentina Martins,  prefeito de Água Fria João de Deus vice presidente da AMAB,  Rosana Balestra prefeita de Mimoso de Goiás, Itamar Lemes do Prado prefeito de Santo Antônio do Descoberto, Hélio Raimundo de Vila Boa, Claudiene de padre Bernardo, Luiz Atié de Cristalina, Nadir prefeito de cabeceiras, professora Lucimar prefeita eleita por Valparaíso além do vice prefeito de Planaltina Goiás Vilmar e Odilon de Cabeceira Grande MG.
Com informações da Prefeitura de Planaltina GO

Câmera de segurança flagra sequestro relâmpago de jovem no Plano Piloto

05 novembro 2012 / Sem comentários
Correio Braziliense -

O sequestro relâmpago é um dos crimes que mais assustam os moradores da capital. Por volta das 19h30 da última terça-feira, uma estudante universitária, moradora do Plano Piloto, foi vítima de uma abordagem que merece destaque por um fato raro: toda a ação dos criminosos foi filmada. Apesar disso, o caso continua impune. A investigação é prejudicada pela greve da Polícia Civil, que completa 74 dias hoje.

A jovem sequestrada há uma semana voltava para casa após ter saído para comprar um lanche (Reprodução de vídeo)
A jovem sequestrada há uma semana voltava para casa após ter saído para comprar um lanche

O Correio teve acesso, com exclusividade, às imagens do crime, que mostram como os sequestradores agiram rápido. Para preservar a família e, principalmente, a vítima, nem a quadra onde ocorreu o crime nem a identidade dos envolvidos serão relevadas.

O caso engrossa as estatísticas. Só em nove meses deste ano, já foram registrado mais de 550 sequestros relâmpagos no DF, uma média de dois por dia. Se comparado ao mesmo período de 2011, quando foram registradas 454 ocorrências, o número de casos aumentou em 22%.

Estudo da UnB aponta que DF consome 753 kg de cocaína ao ano

03 novembro 2012 / Sem comentários

Um estudo inédito realizado por pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) mostra que cerca de 753 kg de cocaína são consumidos anualmente no Distrito Federal. O trabalho é o primeiro realizado no país a partir de análise de urina colhida em estações de esgoto.

As amostras são retiradas por técnicos da Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) em oito estações de tratamento de esgoto. São duas unidades no Plano Piloto, além de Mechior, Samambaia, Riacho Fundo, Gama, Paranoá e Planaltina.

O material é levado para o Laboratório de Química da UnB. Segundo pesquisadores da universidade, a quantidade de cocaína consumida é obtida a partir da presença de uma substância no material analisado. A benzolecgonina se forma no organismo de quem consome a droga e é eliminada na urina do usuário.

O levantamento será apresentado no final de novembro. De acordo com a pesquisa, as regiões onde mais se consome cocaína no DF são Plano Piloto, no Varjão e no Lago Norte.

A UnB tem projetos para ampliar essa pesquisa. Os cientistas estudam utilizar método semelhante para determinar a quantidade consumida de outras drogas, como a maconha e o ecstasy.

Problema em fusíveis deixa Hospital de Base sem energia por duas horas

01 novembro 2012 / Sem comentários


O Hospital de Base de Brasília ficou sem energia por duas horas nesta quinta-feira (31) e apenas um elevador do prédio principal continuou funcionando, como mostra reportagem do DFTV. Pacientes relataram que precisaram subir até oito andares de escada.

A Companhia Energética de Brasília (CEB) informou que três fusíveis que abastecem o hospital queimaram no fim da manhã. Segundo a empresa, os aparelhos precisam ser trocados, porque não aguentam a carga do hospital.

Funcionários disseram que o tomógrafo do pronto-socorro parou de funcionar. No meio da tarde, o único elevador que funcionava também parou. A Secretaria de Saúde informou que um dos geradores não operou ao ser acionado. Segundo a pasta, no início da noite o problema já havia sido resolvido.
G1

Uma mulher que sofrer abuso sexual tem que se deslocar 600km até o IML de Formosa

31 outubro 2012 / Sem comentários

Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Violência contra a Mulher detecta altos índices de violência na região; aquela que sofrer violência sexual ou doméstica no norte de Goiás pode ter que se deslocar quase 600 km para fazer um exame no IML de Formosa; única Delegacia das Mulheres do Entorno funciona em Luziânia; nesta quarta, parlamentares promovem audiência pública no Senado; integrante da CPMI, deputada Marina Sant'Anna (PT-GO) reforça que situação é precária.

A Lei Maria da Penha, que prevê medidas para proteger as mulheres que sofrem violência doméstica, não está sendo cumprida nas cidades que ficam no entorno de Brasília. Essa é uma das constatações das integrantes da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Violência contra a Mulher, que fizeram diligências na segunda-feira (29) em cidades goianas que ficam próximas ao Distrito Federal.

Uma mulher que sofrer violência sexual ou doméstica no norte de Goiás pode ter que se deslocar quase 600 km para fazer um exame no Instituto Médico-Legal de Formosa, que atende a 33 municípios e distritos da região. Quando é encaminhada ao IML, muitas vezes, a vítima não tem como se deslocar até Formosa. Se não possuir meios próprios para chegar, dependerá da prefeitura, que pode ou não disponibilizar um carro ou outro meio de transporte.

Esse foi um dos quadros encontrados nos municípios de Formosa e Planaltina de Goiás pelas integrantes da CPMI da Violência contra a mulher. A deputada Marina Sant"Anna (PT-GO) afirma que, por causa das dificuldades, muitas mulheres desistem de buscar ajuda do governo, da Justiça e da Polícia. Para a deputada, há uma situação de abandono das mulheres pelo Poder Público.

A parlamentar lembra que, quando a vítima registra a ocorrência de violência doméstica, o delegado pede ao juiz uma medida protetiva. O juiz, por sua vez, exige testemunhas para conceder a proteção.

"A mulher volta para casa para buscar testemunha. Novamente, ela está exposta. Ela tem que ir a um IML de uma cidade a outra. Já pensou? Uma mulher acabou de ser estuprada e, não tendo condições financeiras, por exemplo, ela ter que sair da delegacia e pegar um ônibus. Às vezes não tem nem o dinheiro do ônibus para poder ir a outro local, e ela não é levada pelo Poder Público", afirma.

Estatísticas
A CPMI também apurou que as vítimas de violência doméstica que chegam ao IML de Formosa entram nas estatísticas de lesão corporal, juntamente com as pessoas que sofreram acidentes de trânsito, por exemplo. Já as vítimas de estupro são contabilizadas separadamente.

O gerente especial do Núcleo Regional de Polícia Técnico-Científica de Formosa, Messias Daameche, explica o motivo. "No momento, nós temos o protocolo isolado de agressão à mulher. Nós temos o protocolo de lesão corporal, que engloba vários tipos de lesões, como acidentes, DPVAT, incluindo agressão à mulher, e temos a estatística de agressão sexual, que seria a conjunção carnal."

Falta de estrutura
Nos últimos meses, por causa da segunda greve sucessiva da Polícia Civil de Goiás, os levantamentos sobre esses e outros crimes estão prejudicados. Em Planaltina de Goiás, outro município visitado pela CPMI da Violência contra a Mulher, não existe uma Delegacia da Mulher.

Na delegacia local, as deputadas e senadoras verificaram superlotação e condições precárias dos presos. O delegado titular não estava presente para receber a diligência. Segundo a deputada Marina Santanna, uma escrivã foi designada para atender às parlamentares.

Altos índices de violência
A cidade goiana de Luziânia registra em média 5 ocorrências por dia de violência contra mulher. No ano passado, morreram assassinadas 16 mulheres na cidade, 10 delas em casos de violência doméstica. Nenhuma das dez havia feito antes uma denúncia de agressão.

Uma diligência da CPI Mista da Violência Contra a Mulher foi na segunda-feira (29) a Luziânia e Valparaíso conhecer a realidade das duas cidades, que estão a menos de uma hora de distância da capital federal, no que se refere ao atendimento à mulher feito pelas delegacias.

Marina afirma que o Entorno registra um dos maiores índices do País de violência contra a mulher. "A nossa preocupação é enorme porque nós encontramos uma das piores situações de todo o Brasil, por falta de defensorias públicas no estado, por falta de instalações e assistência a mulher e seus filhos, quando saem da delegacia após denunciar as ameaças de crimes que sofrem."

Em setembro deste ano, houve 8 casos de violência sexual em Luziânia, e, como não há atendimento médico na cidade para esse tipo de crime, as vítimas são atendidas em Santa Maria ou Gama, regiões administrativas do Distrito Federal. Desde o início do ano, Luziânia registrou 343 casos de ameaça e 252 de lesões corporais.

Sem estrutura
A única Delegacia das Mulheres do Entorno do Distrito Federal funciona em Luziânia e foi criada há quase oito anos. Desde 2007, funciona numa casa alugada pela prefeitura e tem apenas duas equipes de dois agentes cada uma, além de três escrivães. A delegacia funciona apenas de 8h às 18h e ainda acumula o atendimento a infrações de menor. Nos finais de semana, e fora do horário, os casos contra mulher são atendidos em outra delegacia da cidade.

Para a delegada Dilamar Aparecida de Castro Souza, a visita da CPI representa um incentivo. "Acho que, com a visita e pelos dados que apresentamos, ficou claro que a gente precisa de mais policiais pra trabalhar e também de um espaço maior para atender melhor à população”, afirmou.

Foi lançado na semana passada um edital para concurso público e a previsão é de que sejam chamados, daqui a um ano, 47 agentes e 60 escrivães para todo o Entorno, o que a delegada ainda considera pouco.

Atualmente, a polícia civil de Goiás está em greve e há 10 mil inquéritos parados na região do Entorno. No Jardim Céu Azul, em Valparaíso, o atendimento à mulher funciona numa delegacia comum, que não tem automóveis próprios. Segundo a delegada Karina Duarte, os casos de lesão corporal e ameaça são os mais comuns, mas a delegacia não tem números consolidados com estatísticas. Ali, nove agentes dão expediente, entre eles três escrivães. As vítimas de violência sexual, após o registro, são recebidas no posto de saúde.

Agenda
Nesta terça-feira (30), parlamentares da CPMI irão aos órgãos de segurança e à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher do Distrito Federal. Também haverá reunião com o governador Agnelo Queiroz.

Já na quarta-feira (31) haverá audiência pública no Congresso com a participação de gestores públicos e de representantes do Judiciário, do Ministério Público, da Defensoria Pública, de movimentos sociais e da sociedade civil organizada. A audiência será realizada a partir das 14 horas, no Plenário 13 da ala Alexandre Costa, no Senado.

(Com informações do Mundo Positivo)